Método hipotético-dedutivo: descubra tudo sobre esse método científico

Publicado em 08.07.2022 por Juliana N. Tempo de leitura: 8 minutos

Precisa desenvolver um trabalho acadêmico nos parâmetros do método hipotético-dedutivo e não sabe nem por onde começar? Então esse artigo foi feito exatamente para você. Aqui, vamos esclarecer o que é, quais são os princípios básicos e as etapas fundamentais para se desenvolver um trabalho dentro desse método.

Calculadora de Preço

Nós temos os melhores preços, veja por si mesmo!

Nosso Preço R$14 R$9 🔥

Escolha do Método Científico para o seu trabalho acadêmico

Dentro da universidade os estudantes costumam se deparar com diversos tipos de trabalhos e projetos muito diferentes dos que são feitos no Ensino Médio.

Na hora de produzir a monografia ou qualquer outro tipo de trabalho que seja exigido durante o curso, é importante se atentar ao fato de que é preciso escolher qual método científico que vai regê-lo.

A metodologia científica é a maneira ou o conjunto de regras básicas empregadas em uma investigação científica com o intuito de obter os resultados mais confiáveis, quanto for possível (MARCONI; LAKATOS, 2003).

 Existem vários métodos científicos com os quais é possível basear a sua monografia ou TCC - Trabalho de Conclusão de Curso. O método hipotético-dedutivo, que está em discussão neste artigo, só é válido se o seu projeto tiver possibilidade de ser submetido a testes práticos.

Aprenda de uma vez por todas o que é e como você deve fazê-lo.

O que é o Método Hipotético-Dedutivo?

O que é o Método Hipotético-Dedutivo

Em resumo, o método hipotético-dedutivo é um tipo de abordagem que submete as principais hipóteses para determinada teoria a um teste prático de falseabilidade. A ideia é testar e descartar tudo o que não for verdadeiro dentre as possibilidades que foram levantadas para um determinado conhecimento científico.

Ou seja, uma teoria é submetida a experiências práticas e pesquisas que comprovem que ela é falsa. É o chamado princípio da falseabilidade, ou falseamento.

Ela foi desenvolvida pelo filósofo e professor Karl R. Popper no seu livro "A lógica da investigação científica". Esse método surgiu com a ideia de contestar a até então metodologia indutiva, amplamente difundida na comunidade científica - ela era utilizada desde a época de Sócrates e Platão.

Diferença entre o método indutivo e o método hipotético-dedutivo

Popper é um pensador, e durante a sua carreira, escreveu diversos livros, alguns deles com fortes críticas, não só à forma de se "fazer" a ciência, mas a todo sistema da sua época, inclusive político e econômico.

Um dos alvos de sua crítica eram os pensadores da linha de pesquisa indutiva. No método indutivo, primeiro é feita a observação e a partir dela são levantadas hipóteses que são aceitas como verdade. A premissa desse tipo de metodologia é ter como filosofia que todo conhecimento parte de uma percepção do fato.

Sempre que observa-se um comportamento que se repete, a probabilidade de que o conceito criado a partir da observação seja verdadeiro, no método indutivo, é muito alta. Veja na tabela como ela funciona:

Observação

Primeiro considera-se uma quantidade suficiente de elementos para concluir que algo é verdadeiro e uma regra geral. De acordo com essa linha de pensamento, as contínuas observações sobre determinado fenômeno proporcionam uma probabilidade segura para afirmar que uma teoria é verdadeira.

Hipótese

Chega-se a uma conclusão apenas pela observação, já que os fatos observados proporcionam a fundamentação necessária. Com isso, a hipótese é criada, mas não experimentada. Exemplo:

  • O ferro conduz eletricidade
  • O ferro é metal
  • O ouro conduz eletricidade
  • O ouro é metal
  • O cobre conduz eletricidade
  • O cobre é metal
  • Logo, todos os metais conduzem eletricidade.
Fonte: Wikipedia

A proposta de Popper era um pouco mais simplista. Eliminar os erros da hipótese, testando o que pode ser falso. É levantar uma teoria e realizar experimentos que a neguem. Assim, a premissa dessa metodologia é a de buscar o que é verdade, excluindo tudo o que é falso.

Ao contrário do método indutivo, no método dedutivo primeiro levanta-se a hipótese, o problema, sugerindo uma resposta a um fenômeno de forma muito intuitiva e lógica. Depois disso são criadas conjecturas, um caminho a ser percorrido pelo pesquisador, para só então começar a observação.

Nesse sentido, de acordo com Potter, a conclusão sempre é parcial e temporária, ao contrário do que é adotado pela linha indutiva, que preza pelo permanente. Como no caso do método dialético - utilizado no campo das Ciências Sociais - o processo de pesquisa e análise no método também sempre se renova, levantando outros problemas a partir do que já foi concluído anteriormente.

Qual a principal diferença: enquanto o método indutivo prioriza a observação de um fato para desenvolver uma teoria, que dentro dos seus parâmetros pode ser considerada verdadeira e uma regra geral, a filosofia do método hipotético-dedutivo é de tentar encontrar falhas para uma determinada teoria.

Objetivo do Método Hipotético-Dedutivo

O objetivo principal dessa metodologia é evitar que haja erros e falhas nas hipóteses levantadas. É chegar o mais próximo possível da verdade, e uma tese só pode ser verdadeira, não pela técnica de verificação, mas pela sua falseabilidade.

Segundo Popper, quando a hipótese não é confirmada pelos testes, ela foi refutada. Se ela tem falhas, então é falsa. Portanto, é necessário fazer uma nova construção da problemática para recomeçar os experimentos.

Etapas do Método Hipotético-Dedutivo

Estas são as etapas que devem permear todas as teorias levantadas pelo estudante dentro de um trabalho acadêmico. O método científico dedutivo em questão passa por muitas etapas e o grau de dificuldade é um pouco maior:

Identificação do Problema

Identificar um problema que sirva como objeto de investigação. No caso do TCC é onde escolherá o assunto, o tema. 

Levantar Hipóteses para o problema (Conjecturas ou Predições)

Aqui são levantadas as possíveis soluções (dedutivas) para o problema. Tudo o que você acredita que possa resolver o trabalho. É feita uma introdução das possíveis soluções.

Testar as hipóteses

É a fase da experimentação. Aqui é onde acontece o confronto. Os testes são o meio para fazer a aplicação da negativa. Nesse momento serão testadas as negativas da tese apresentada em busca da refutabilidade da teoria.

Modificar as hipóteses, caso necessário

No caso das hipóteses terem sido falsas, é preciso fazer os ajustes necessários considerando todas as falhas e desenvolver uma nova teoria.

Falseamento

É a hora de fazer a análise e avaliação das conjecturas, do que foi concluído. Caso não haja refutabilidade, a princípio, há a segurança em dizer que a teoria é verdadeira. Só depois de ter sido comprovada por esses termos é que pode ser feita a publicidade do estudo.

Etapas do Método Hipotético-Dedutivo

Fonte: porantim

Como Fazer o Método Hipotético-Dedutivo

Se você ainda está na dúvida em como pode aplicar o metodo hipotetico dedutivo no seu trabalho acadêmico, continue lendo este artigo.

Dentro do seu trabalho acadêmico, você deve considerar que, ao contrário da prática usual, de encontrar argumentos que comprovem que a sua teoria está certa, o objetivo é encontrar os que podem tornar a sua tese falsa.

Num exemplo bem simples: se você deduz que todos sapos tem a cor verde e vivem em regiões alagadas, nos seus testes você terá que buscar por sapos que são de outras cores e/ou vivem em regiões não alagadas. Caso encontre a negativa, deve-se ajustar os seus modelos e parâmetros, usando a sua hipótese com condicionantes e exceções. Ou então, levantar uma nova teoria.

É dessa forma que você deve basear as suas pesquisas, fazendo testes e tendo o controle de todas as análises e avaliações.

Dentro do seu trabalho você dar informações básicas como o lugar onde os testes foram feitos e as técnicas utilizadas, o motivo de ter levantado as hipóteses, fazer comparação com outra linha de pensamento, as consequências positivas que a sua pesquisa pode ter.

Tudo o que foi feito na fase de testagem deve constar no seu trabalho final, e tenha certeza de que ele esteja formatado dentro das normas da ABNT.

Método Hipotético-Dedutivo - Como Fazer

Fonte: slideshare.net

O que fazer

O que NÃO fazer

  • Escolher um tema com o qual você se identifica e acredita que pode acrescentar ao campo científico
  • Escolher um tema que seja "fácil" de fazer e que não represente grandes desafios para o avanço da ciência
  • Levantar mais de uma hipótese sobre o tema do seu projeto ou usar as que já existem
  • Trabalhar com apenas uma hipótese
  • Fazer testes com potencial de comprovar que a sua hipótese tem falhas
  • Confiar que é verdadeira e não fazer testes que de fato agreguem valor à pesquisa e tenham potencial de refutabilidade
  • Caso hajam falhas e a sua teoria seja refutada, refazer as conjecturas e recomeçar o processo
  • Não fazer os devidos ajustes necessários para levantar uma outra hipótese que tenha potencial 

Vídeo e Considerações sobre o Método Científico de Popper

Embora Popper tenha sido o pioneiro a levantar o método hipotético dedutivo, muitos outros pesquisadores aprimoraram a ideia inicial de Popper e acrescentaram algumas variantes dentro da metodologia de pesquisa.

Dentre eles, o modelo criado por Mario Bunge é um dos mais citados. De acordo com Marconi e Lakatos (2017), estas seriam as etapas definidas por ele:

  • Colocação do problema
  • Construção de um modelo teórico
  • Dedução de consequências particulares
  • Teste das hipóteses
  • Adição ou introdução das conclusões na teoria

Precisa de ajuda com o Método Hipotético-Dedutivo?

Se você ainda está com dúvidas em como pode escrever o seu texto acadêmico no modelo do método hipotético dedutivo, nós podemos te ajudar!

Temos profissionais experientes em criar monografias nos mais variados métodos científicos exigidos pelas universidades. E ainda, respeitando todas as normas da ABNT.

Todo o nosso conteúdo é 100% original, e os nossos profissionais se utilizam de fontes confiáveis de pesquisa para produzir os projetos. Geramos resultados satisfatórios para os nossos clientes. Entre em contato e solicite o seu orçamento.

Perguntas frequentes

O que é o método dedutivo?

O método dedutivo parte do princípio de que é preciso confirmação para uma hipótese. Ele já era usado muito antes de Popper e foi nomeado pelo conhecido filósofo Aristóteles - tanto que também chamavam essa metodologia de "lógica aristotélica''. O método dedutivo é utilizado para testar hipóteses que já existem com o objetivo de comprovar a sua veracidade. A diferença entre esse método isolado e o hipotético-dedutivo, é que o último busca sempre pelo falseamento.

Quem desenvolveu o Método Hipotético-Dedutivo?

O pioneiro desse método foi Karl Popper, mas ao longo do tempo outros pesquisadores e especialistas acrescentaram algumas variáveis dentro da estrutura original, com o objetivo de aperfeiçoar os processos de análise e pesquisa.

Quais as características do Método Hipotético-Dedutivo de Popper?

A principal característica da metodologia apresentada por Popper baseava-se no falseamento. As fases do processo de pesquisa científica deveriam necessariamente passar por essas três etapas: hipótese > conjectura > falseamento.

Checklist do Método Hipotético-Dedutivo

Obtenha ajuda em qualquer tipo de projeto

A partir de R$3 / página

Juliana N

Autora do Studybay

Meu nome é Juliana, sou Bacharel em Filosofia pela IFCH e pós-graduada em Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp. Tenho experiência grande com artigos, trabalhos acadêmicos, resumos e redações com garantia antiplágio.