O poema heróico “Paradise Lost”, de John Milton

Publicado em 14.06.2023 por Juliana N. Tempo de leitura: 4 minutos
acute;culo setecentista, viveu um ativista político e poeta de sucesso, John Milton, que escreveu um livro muito famoso, "Paraíso perdido". Milton era puritano e, naqueles dias, significava ter visões políticas bastante radicais. Sua obra “Paraíso Perdido” tornou-se uma obra puritana, se for olhá-la como em uma série de argumentos apresentados pelos personagens, que apresentavam a verdade pessoal de Milton. Milton pensou em criar um poema épico por um longo período de tempo. Ele decidiu fazer de seu assunto os fundamentos da teologia cristã. Ele começou a escrever “Paradise Lost” no final de 1650, já sendo cego, então todo o trabalho de escrita foi feito por seus secretários.

Este trabalho tem muitos elementos que definem a forma épica. Primeiro de tudo, é um longo poema narrativo. Segue-se uma tradição de herói ou anti-herói. "Paradise Lost" tem ações de guerra e elementos sobrenaturais. Começa no meio da ação. Além disso, este poema também apresenta as tradições e ideais das pessoas. Todos esses elementos são comuns para a Ilíada, a Odisseia e a Eneida, por isso é fácil entender que essa história é épica. É necessário mencionar que este poema está em verso não rimado. É composto em um verso do mesmo que foi usado por Shakespeare - pentâmetro iâmbico.

Em 1667, "Paradise Lost" foi publicado em dez capítulos pela primeira vez. Em 1674, Milton decidiu mudar o poema e dividiu os dois capítulos mais longos em quatro. Ele também incluiu um "argumento" introdutório em forma de prosa, onde ele resumiu o enredo de cada capítulo, a fim de preparar os leitores para a seguinte poesia complexa. Era necessário, devido ao grande número de analogias e digressões na mitologia e na história antigas. O enredo básico descreve a história de Adão e Eva. Ele também usa outros elementos da Bíblia, incluindo o papel de Satanás. Este poema é focado na queda de Adão e Eva, mostrando a causa e o resultado de suas ações. O último dos capítulos fornece um resumo completo do Gênesis.

Durante séculos, as pessoas criticaram e elogiaram este trabalho, mas sempre foi um livro que merece atenção e pensamento crítico. Quando as pessoas lêem, sempre encontram algo que atrai a atenção e provoca o pensamento profundo. No entanto, é o maior poema épico da literatura inglesa. Em 1671, John Milton publicou outra obra sua - Paradise Regained. Olhando para o título, pode parecer um poema similar, mas é bem diferente e não tão popular.

Juliana N

Autora do Studybay

Meu nome é Juliana, sou Bacharel em Filosofia pela IFCH e pós-graduada em Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp. Tenho experiência grande com artigos, trabalhos acadêmicos, resumos e redações com garantia antiplágio.