ENSINO A DISTÂNCIA: CONCEITO, TRAJETÓRIA E O DESAFIO DA EVASÃO

Tipo de documento:Revisão Textual

Área de estudo:Gestão ambiental

Documento 1

Palavras-chave: Educação, Tecnologia, Evasão e Desafios. DISTANCE EDUCATION: CONCEPT, TRAJECTORY AND THE EVASION CHALLENGE. ABSTRACT The present article aims to present to the reader a brief situational picture of distance education today, taking into account the understanding and debate of existing concepts, a look at its trajectory over time. The general objective of this study will be on the issue of high student dropout in distance courses, for which a bibliographic review of the subject was carried out in order to direct the discussion and to base the main factors detected as sensitive to the understanding of the topic. After tracing a historical trajectory of distance education and raising the data regarding the complaints and weaknesses about the modality, it can be inferred that still it will be necessary numerous adaptations and changes of paradigms to inculcate the idea of self-study and autonomy that the distance education requires. Keywords: Education, Technology, Evasion and Challenges. INTRODUÇÃO 1 Acadêmico do curso de pós-graduação em Educação a Distância: Gestão e tutoria - e-mail: paulo. brandao@uniasselvi. edu. br 2 Professora Especialista em Deficiência Auditiva e Atendimento Educacional Especializado (AEE) – e-mail: rejane. moreira@hotmail. com A Educação a Distância (EAD) surgiu da necessidade dos alunos estudarem sem, necessariamente, estarem em uma sala de aula convencional, em determinado horário. Muitos não conseguiam desenvolver seus estudos no ensino fundamental, médio, educação de jovens e adultos (EJA) e nível superior devido às dificuldades de transporte, localização, assiduidade e frequência.

Isso não quer dizer que o aluno não precise seguir critérios de organização, até porque existem cronogramas e uma série de atividades tais como: fóruns, trabalhos, áudios, leituras e vídeos a serem executados. “Educação a distância é um ponto intermediário de uma linha contínua em cujos extremos se situam de um lado, a relação presencial professor-aluno, e, de outro, a educação autodidata, aberta, em que o aluno não precisa da ajuda do professor”. LANDIM, 1997. p. Diante do que foi afirmado anteriormente, percebemos que a educação a distância proporciona liberdade para o aluno no que diz respeito à formulação de seu esquema de estudos, flexibilização do seu tempo e escolha de seu ambiente educacional, bem como autonomia para desenvolver sua escrita mediante pensamentos próprios, entretanto, devemos salientar que o papel do professor é fundamental na condução e mediação de toda essa liberdade que o aluno possui, portanto não é à toa que no ensino a distância o profissional responsável por ele recebe o nome de tutor, ou seja, aquele que ampara, protege, guarda.

É dessa forma, um rompimento de barreiras não só físicas, como também de estruturas pedagógicas, já que observamos formas de acesso aos estudos e outras adaptações. Apropriar-se dos meios tecnológicos é uma delas, seja através de televisão por satélite, videoaulas, impressão de materiais enviados, videoconferência, telefonia fixa e móvel, além da internet.

1001 R$ para obter acesso e baixar trabalho pronto

Apenas no StudyBank

Modelo original

Para download