Tipologia textual: características e exemplos de diferentes tipos textuais

Publicado em 18.07.2024 por Juliana N. Tempo de leitura: 9 minutos

Tipologia textual é o termo usado para designar a estrutura de diferentes tipos de textos existentes. Mesmo que o termo tipologia textual não seja algo que você ouça no seu dia-a-dia, você vivencia diferentes tipos textuais através da comunicação textual. No artigo de hoje, explicaremos o que é tipologia textual, quais são os tipos de texto incluídos e também o que diferencia tipologia textual de gênero textual. Acompanhe:

O que é tipologia textual?

A “tipologia” é a ciência que estuda as características estruturais, formas e formatos desse objetivo em questão que está sendo estudado. Do ponto de vista da linguística, a tipologia textual é a ciência que estuda os diferentes tipos de texto existentes.

Tipologia textual não é o mesmo que gênero textual, ainda que sejam termos relacionados. Falaremos sobre essa relação ao longo do conteúdo e também mostraremos exemplos de gêneros textuais.

Este é um tema muito abordado em concursos públicos, por isso entender os tipos de texto é fundamental para quem quer ter boas notas nas provas de português e redação de concursos de modo geral.

O que é tipologia textual

É comum que o tema tipologia apareça em concursos, por isso é importante estar por dentro deste tipo de conteúdo. Fonte: Freepik

Quais são os tipos textuais

Agora é hora de entender quais são esses tipos textuais, de acordo com suas especificidades. A tipologia de texto se divide em 5 grupos textuais. São eles: tipologia narrativa, tipologia descritiva, tipologia dissertativa, tipologia expositiva e tipologia injuntiva.

A seguir, entenda as características de cada um desses tipos:

Tipologia narrativa (narração)

A tipologia narrativa se refere ao texto narrativo, ou seja, o conteúdo é criado baseado em uma narração. Essa narração pode ser feita em primeira pessoa, quando o próprio narrador faz parte da história (narrador-personagem), ou em terceira pessoa, quando o narrador apenas narra os fatos (narrador-observador ou narrador-onisciente).

O texto narrativo tem como objetivo contar uma história que pode acontecer em um tempo cronológico, com início, meio e fim, ou misturando diferentes tempos. Esse conceito de textos narrativos conta com 5 elementos importantes em sua estrutura. Esses elementos são: Quem? O quê? Quando? Onde? Por quem?

Elemento Descrição
Personagens (quem) São as personagens que vivem a história. Eles podem ser personagens principais e secundários, reais ou fictícios. Podem incluir o narrador (narrador-personagem).
Enredo (o quê) A história, ou seja, a trama que é contada e narrada pelo narrador. São os fatos que acontecem envolvendo os personagens. O enredo pode ser desenvolvido de diferentes formas.
Tempo (quando) Na narração, o tempo é o momento em que a história acontece.
Lugar (onde) O lugar em que o enredo se passa. Pode ser um país, uma cidade, uma casa, um parque ou qualquer que seja o lugar onde a trama acontece.
Narrador (por quem) É quem faz a narração, podendo ele ser ou não um personagem do enredo. Caso seja, a história é contada em primeira pessoa, e ele é chamado de “narrador-personagem”. Caso não seja, a narração é feita em 3ª pessoa, e ele será um narrador-observador ou narrador onisciente.

Como você pode ver, dentro das tipologias textuais, o texto narrativo é com o qual normalmente temos o primeiro contato, ainda crianças, através das histórias e livros infantis. Além deles, também fazem parte dessa estrutura as novelas, romances, crônicas, fábulas etc.

Tipologia narrativa (narração)

Ainda na primeira infância, começamos a ter contato com exemplos de textos narrativos, por meio dos livros de histórias. Fonte: Freepik

Tipologia descritiva (descrição)

Já os textos descritivos são caracterizados por descreverem alguma coisa para o leitor. Diante disso, o texto descritivo apresenta muitas características, adjetivos e detalhes, a fim de fazer com que o leitor tenha uma visão clara sobre aquilo ao qual a descrição se refere.

Os textos descritivos podem falar a respeito de uma série de coisas, como pessoas, objetos, situações, espaço ou lugar, etc.

Esse tipo textual é dividido em dois subtipos: a tipologia descritiva objetiva e a tipologia descritiva subjetiva. Veja, a seguir, as diferenças entre elas:

Tipologia Descrição Exemplo
Tipologia descritiva objetiva Essa forma de descrição é marcada pela imparcialidade. Ou seja, é focada em descrever os acontecimentos, lugares, objetos, ou o que quer que seja, mas emitir uma opinião pessoal sobre. “O Brasil é um país que conta com muitas praias e cachoeiras”.
Tipologia descritiva subjetiva Já no texto descritivo subjetivo, são apresentadas percepções tidas como juízo de valor, que podem interferir na visão do leitor e na forma como ele absorve a informação ou os acontecimentos. “O Brasil é um país maravilhoso, que conta com belas praias e lindas cachoeiras”.

Os exemplos incluídos na tabela acima mostram como a apresentação de uma mesma frase poderia ser feita em um discurso de texto descritivo objetivo e em um discurso descritivo subjetivo. Neste último, o uso de adjetivos inclui a opinião do autor e influencia o modo como o leitor absorve a informação e cria seu ponto de vista sobre o conteúdo.

Outros exemplos de textos descritivos podem ser retratos-falados, descrições de personagens, descrições de lugares etc.

Tipologia dissertativa (dissertação)

A tipologia dissertativa tem a finalidade de persuadir o leitor, ou seja, fazer com que ele seja convencido de algo. Os textos dissertativos usam discurso direto, sendo apoiados em referências bibliográficas e outros recursos que possam trazer força e credibilidade para o texto dissertativo.

Esse tipo é muito comum em artigos científicos e dissertação de monografias, quando o autor precisa expor as ideias e apresentar dados, referências e fatos que corroborem com o conteúdo exposto. O texto dissertativo não deve falar em 1ª pessoa (eu), mas sim na 3ª (nós).

Em sua maioria, os textos dissertativos são dissertação argumentativa. No entanto, há também o texto dissertativo expositivo. Neste tipo, o autor apresenta os fatos de uma forma imparcial, sem emitir opinião sobre o assunto.

A dissertação expositiva, ainda que seja um braço da tipologia dissertativa, também pode ser incluída na categoria da tipologia expositiva, apresentada no tópico a seguir.

Alguns exemplos de dissertação argumentativa são as monografias e artigos científicos.

Tipologia expositiva (exposição)

A tipologia descritiva é composta por textos que tem como objetivo descrever alguma coisa, ou apresentar uma informação, porém sem emitir opinião (como explicamos no modelo de dissertação expositiva).

O texto expositivo é um texto direto e objetivo, e deve ser o mais claro possível, com foco em transmitir a informação. Além disso, esse tipo de texto usa muito da estratégia de comparar dados ou informações, além de usar bullet points e listas, pois isso ajuda a disseminar a informação mais facilmente pelo leitor.

Além dos textos expositivos, esse tipo também pode ser aplicado por meio da fala. Exemplos de textos expositivos, podem ser os slides apresentados durante uma conferência. Usando esse mesmo conceito, a apresentação oral que acompanha os slides pode ser considerada um tipo de texto expositivo, porém falado.

Tipologia injuntiva (injunção)

Por fim, a tipologia injuntiva é usada para ensinar alguém sobre algo. Os textos injuntivos são claros, e normalmente apresentam verbos em tempos verbais do presente, e especialmente no modo imperativo (“faça”, “coloque”, “troque”, “espere” etc). Isso porque a finalidade deles é fazer com que o leitor siga uma orientação ou tome alguma ação.

O texto injuntivo pode se apresentar em diversos formatos, todos eles com esse objetivo de ensinar ou orientar sobre alguma coisa ou algum processo. Exemplos de textos injuntivos são: receitas, manuais de instrução, guidelines de produção, etc. Veja, abaixo, um exemplo de receita culinária para exemplificar:

Receita de tortilla caseira
Ingredientes Modo de preparo
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 4 colheres de sopa de azeite
  • 180ml de água (medida aproximada, portanto, você deve colocar aos poucos para avaliar se é necessário usar toda a quantidade)
  • 1 pitada de sal
Espalhe a farinha de trigo sobre uma superfície lisa e adicione o azeite e o sal e misture. Depois, acrescente a água aos poucos e vá misturando e sovando até dar o ponto. Por fim, divida a massa em 4 partes e abra as tortillas com ajuda de um rolo. Finalize assando no forno ou frigideira.

Viu só? Neste exemplo de receita, todas as orientações de preparação, incluindo as quantidades dos ingredientes, foram incluídas, de modo que o leitor possa seguir as instruções.

Tipologia textual e gêneros textuais

Os manuais de instruções de montagem de móveis são exemplos de gênero textual da tipologia injuntiva. Fonte: Freepik.

Tipologia textual e gêneros textuais

Ainda que tenham relação, os termos tipologia textual e gêneros textuais não significam a mesma coisa. Os gêneros textuais fazem parte, ou seja, estão dentro dos tipos textuais e por isso têm aspectos deles. Leia mais sobre a diferença entre eles na seção de perguntas frequentes deste artigo.

Precisa de ajuda com o seu texto dissertativo da monografia?

Se você está inseguro sobre o seu texto dissertativo da monografia ou do projeto científico, fique tranquilo. Sabemos que os vários tipos de texto podem gerar ansiedade, e que não é simples escrever uma dissertação argumentativa. Por isso, se você precisa de ajuda, acione agora mesmo a nossa equipe de especialistas para te ajudar!

Perguntas frequentes

Quais são as 5 tipologias textuais?

As 5 tipologias textuais são: tipologia narrativa, tipologia descritiva, tipologia dissertativa, tipologia expositiva e tipologia injuntiva. É importante entender também que a tipologia textual não é a mesma coisa do que os gêneros textuais, ainda que eles sejam relacionados.

Quais são os exemplos de tipologia textual?

Veja exemplos de tipos textuais, assim como exemplos de gêneros textuais dentro de cada uma delas. Texto narrativo: romances, novelas, fábulas, crônicas, contos etc. Texto descritivo: notícias, descrições de pessoas ou lugares (muito usadas em libras, para inclusão de pessoas cegas), notas sobre políticas públicas, retratos-falados, biografias etc. Texto dissertativo: monografias, artigos científicos, editoriais jornalísticos, artigos de opinião, resenhas, ensaios etc. Tipologia expositiva: seminários, palestras, enciclopédias, descrições de dicionários, conferências etc. Tipologia injuntiva: receitas culinárias, manual de instruções, orientações para concurso, bulas de remédio, prescrições de remédio etc.

Qual a diferença entre sequência textual e gênero textual?

Em resumo, a sequência textual são as características (aspectos e palavras) que vão definir qual é a tipologia predominante em um conteúdo (narrativa, descritiva, argumentativa, expositiva ou injuntiva). Já o gênero textual são os vários “subtipos” existentes dentro de cada tipologia. Cada um deles tem a sua finalidade. No tópico a seguir, veja exemplos de gêneros textuais para cada tipo textual.

Qual a diferença entre tipologia textual e gênero textual?

A tipologia é definida pelo conjunto de sequências textuais e está dividida em 5 tipos. Já os gêneros textuais são as diversas formas com as quais essas tipologias podem ser aplicadas no dia a dia da sociedade civil.
  • Narrativa: romances, novelas, fábulas, crônicas, contos etc.
  • Descritiva: notícias, descrições de pessoas ou lugares, retratos-falados, biografias etc.
  • Dissertativa: monografias, artigos científicos, editoriais jornalísticos, artigos de opinião, resenhas, ensaios etc.
  • Expositiva: seminários, palestras, enciclopédias, descrições de dicionários, conferências etc.
  • Injuntiva: receitas culinárias, manual de instruções, orientações para concursos, bulas de remédio, prescrições de remédio etc.

Checklist

Juliana N

Autora do Studybay

Meu nome é Juliana, sou Bacharel em Filosofia pela IFCH e pós-graduada em Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp. Tenho experiência grande com artigos, trabalhos acadêmicos, resumos e redações com garantia antiplágio.

Avaliações dos usuários:

5/5 (14 votos)