Projeto de TCC sobre autismo: temas atuais para artigo científico

Publicado em 18.07.2024 por Walquiria Cassiano. Tempo de leitura: 14 minutos

Por ser um tema que está muito em voga, muitos estudantes optam por fazer um TCC sobre autismo para a sua conclusão de curso. No conhecimento popular, alguns acreditam que o Autismo é uma doença do século, mas está longe de ser uma síndrome recente. Na realidade, o que acontece é que hoje há muito mais informação que facilitam o diagnóstico. Por isso, se você deseja produzir trabalhos sobre autismo, precisa deixar de lado o pensamento raso e comum sobre o autismo e se aprofundar um pouco mais. Nós vamos te ajudar a ter uma boa base introdutória ao tema com este artigo.

O que é autismo e distúrbios do espectro autista

Ao contrário do que o conhecimento popular acredita, o autismo não é considerado uma doença. É uma condição médica do sistema nervoso central e que mostra seus primeiros sinais na infância.

O autismo foi primeiramente considerado como retardo mental ou insanidade. Em 1943, Leo Kanner percebeu que algumas crianças não se encaixavam no padrão de crianças emocionalmente perturbadas e, em vez disso, registravam padrões de aprendizado lento. Hans Asperger, fazendo descobertas semelhantes, descobriu o que veio a ser conhecido como Síndrome de Asperger, que é muitas vezes usado para rotular pessoas autistas que comunicam (falam).

Ambos, trabalhando independentemente, acabam reconhecendo o autismo como um transtorno do desenvolvimento que interfere com a comunicação, comportamentos sociais e de interação da criança.

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é uma deficiência bio-neurológica do desenvolvimento, geralmente dando sinais antes dos três anos de idade. Ou seja, não é comprovado que haja influência externa, como o uso excessivo de telas pelas crianças, como alguns ainda acreditam. É mais conhecida por prejudicar a capacidade de uma criança para se comunicar e interagir.

A longo prazo, estas incapacidades têm um impacto significativo em várias áreas de desenvolvimento: deficiências de comunicação, dificuldade social, défices de processamento sensorial e uma necessidade de rotinas sólidas dentro de suas vidas.

Estas características se manifestam de várias maneiras: atraso na comunicação verbal, necessidade de terminar o que elas começam, resistência à mudança na rotina diária, falta de espontaneidade, aflição de ser tocado e incapacidade de mostrar qualquer tipo de emoção, bem como uma incapacidade de processar e responder ao humor.

O que é Autismo e Distúrbios do Espectro Autista

O autismo ainda é uma condição médica neurológica, sem cura, mas há tratamento. Fonte: unsplash.com

Tipos de autismo

Existem cinco subcategorias associadas com TEA atualmente, cada uma com sua própria especificidade distinta e única:

  1. Trastorno Autista
  2. Síndrome de Asperger
  3. Transtorno Desintegrativo da Infância (TDI) ou Síndrome de Heller
  4. Síndrome de Rett
  5. Transtorno de Desenvolvimento Pervasivo-Não Especificado (TDP-NES).

Nenhuma delas tem cura, e a abordagem dentro de cada subcategoria é tão diversa e variada quanto o indivíduo que está sendo tratado, dependendo da personalidade, dos sintomas e da manifestação originais do autismo.

Apesar de não ter cura, pesquisas nessa área ajudam não só a comunidade científica a descobrir tratamentos medicamentosos, mas ajudam também os professores a aprenderem a lidar com essas crianças, ajudam terapeutas a buscarem a melhor forma de tratamento e melhorar a qualidade de vida e desenvolvimento das crianças com o diagnóstico.

Precisa de ajuda urgente com seu projeto?
Qualidade garantida, correções gratuitas em até 20 dias, pague agora ou em parcelas até 12 meses

Autismo e família: o papel social de um TCC sobre autismo infantil

Autismo e família - infographic

Sinais de autismo na primeira infância. Fonte: drauziovarella.uol.com.br

Como dissemos anteriormente, o autismo não tem cura, e pode ser uma dura realidade para as várias famílias que o enfrentam no cotidiano. Mas existem algumas estratégias básicas que devem ser consideradas por familiares de crianças com autismo, assim como nas salas de aula, como forma de ajudar as crianças ou alunos nas transições do dia a dia.

Se o seu objetivo geral como estudante ao fazer uma redação sobre autismo, ou artigo sobre autismo, é trazer esclarecimento, conscientização sobre uma educação especial para quem tem o diagnóstico, tente ao máximo explorar soluções práticas.

Nós vamos listar aqui algumas ações podem ajudar na inclusão e que podem diminuir a dificuldade que essas crianças possuem, como por exemplo:

  • Uma estrutura clara e rotina diária;
  • Uso de linguagem clara e inequívoca (evitar humor ou ironia);
  • Esclarecer quais comportamentos são inaceitáveis;
  • Dirija-se à criança individualmente;
  • Avisar antecipadamente se houver uma mudança iminente na rotina ou na mudança de atividade;
  • Saber identificar o comportamento habitual e comportamento anormal da criança;
  • Ensino específico usando fotografias, gravação de vídeo, como os sentimentos são expressos e comunicados para que possam ser reconhecidos;
  • Oportunidade regular para conversas simples para ajudar a aumentar o uso de perguntas do gênero “como” e “por quê”;
  • Usar gráficos para registrar o reforço do progresso comportamental.

Lidar com uma criança autista ou com distúrbios do espectro autista pode ser muito desafiador. Por esse motivo, é muito importante se munir de informações que ajudem os cuidadores a desenvolver uma educação especial. Ter paciência, empatia, compreensão, incentivo e compaixão também devem fazer parte dessa construção de um bom ambiente para os diagnosticados.

Pessoas com autismo possuem mais dificuldades de comunicação e de obter resultados, mas nem por isso deve-se deixar de tentar auxiliar. Os resultados podem ser mais lentos, mas ainda assim virão.

Como escrever monografia sobre autismo e distúrbios do espectro autista

O autismo e os distúrbios do espectro autista são termos cada vez mais comuns nos dias de hoje. O que antigamente gerava incompreensão e até mesmo vergonha, hoje está num ponto reconhecido e aceitável de discussão, debate, investigação e educação.

Com maior conhecimento sobre o assunto, é possível fazer um diagnóstico mais preciso, por isso há um número crescente não só de crianças, mas também de adultos com distúrbios relacionados, existindo cada vez mais sensibilidade e interesse sobre o tema.

O autismo tem um grande impacto social, e por isso, é preciso fazer uma boa fundamentação teorica sobre autismo no seu TCC ou monografia para explorar bem o tema.

Se você está pensando escrever um TCC pronto sobre autismo, existem inúmeros pontos que você pode abordar, como identificação da patologia, possíveis causas, tratamento, reação e interação social, aprendizagem e ensino, e expectativas para o futuro.

Cada ponto irá fornecer um mundo de tópicos bastante interessantes para investigar e que, com certeza, contribuirão para o conhecimento geral e especializado.

O Transtorno do Espectro Autista é um assunto relevante e complexo que pode ser abordado através de temas para projeto sobre autismo. Além disso, elaborar um projeto de TCC sobre autismo pode auxiliar na comunicação, na interação social e no comportamento, uma vez que a escolha de temas para TCC sobre autismo na educação infantil apresentam as mais diferentes abordagens. A partir da escolha de temas de TCC sobre fisioterapia para autismo também é possível explorar as mais variadas perspectivas dos familiares e de cada desafio e da importância da conscientização nas esferas da sociedade.

Informações para incluir em sua monografia

Importante ressaltar que não existe fórmula mágica para elaborar monografias sobre autismo de qualidade, ou até o seu pré-projeto sobre autismo. Porém alguns tópicos são importantes de serem inseridos para fundamentar o seu trabalho, como por exemplo:

O que é autismo? Explique claramente o que é do que se trata em poucos parágrafos.
Como se manifesta? O autismo tem diferentes "graus de intensidade" e diferentes espectros. Tente diferenciá-los como um tópico especial para isso.
Existem características específicas inerentes ao transtorno? Explique as principais diferenças entre esses "graus de intensidade". Se o seu trabalho for da área de psicologia pode abordar melhor e mais profundamente este tema sob a justificativa de melhor identificar e diagnosticar um paciente.
Como foi descoberto? Conte resumidamente um pouco da história de como esta condição foi descoberta. Pode ser feito na introdução.
Quem pode sofrer de autismo? Inclua na sua pesquisa um pequeno resumo com os dados que mostram como essa condição acontece e quem tem mais probabilidade de nascer com ela, de acordo com os dados científicos.
Como é diagnosticado? Quando? O diagnóstico é sempre lento e preciso de um olhar muito analítico e crítico para o fazer. E também pode ser diagnosticado na fase adulta, como vem acontecendo inclusive com pessoas famosas. Explique isso no seu trabalho.
A causa foi identificada? É hereditária, ambiental ou social?

Existe uma cura?

Este assunto ainda é um pouco controverso no meio científico, já que há os que defendem que fatores externos podem causar o autismo, mas que ainda não foi comprovado. Tente explorar isso no seu trabalho com citações.
Que tipo de tratamento está disponível, e como ele mudou desde a descoberta do transtorno? É fundamental também trazer para o seu trabalho ou artigo científico um teor histórico de como era feito o tratamento e o que mudou no contexto atual.
As crianças autistas enfrentam desafios específicos de aprendizagem? Esse também é um tópico relevante para trazer um contraponto sobre autismo aprendizagem. Explique os desafios e também as soluções para tal, principalmente sobre autismo na educação infantil, período em que se percebe melhor os sinais.
Que métodos de ensino melhor alcançam crianças autistas? Você pode explicar dentro do âmbito da psicopedagogia ou da neuropsicopedagogia, principalmente se fora a sua área de atuação, sobre estas questões.
Alguns métodos são mais eficazes do que outros? É preciso aprofundar um pouco mais nestes estudos para promover o conhecimento e a inclusão em todas as esferas da sociedade. É uma boa pauta para ser aprofundada também em trabalhos de pré-projeto da área de Serviço Social.

Ao abordar esses tópicos você estará cobrindo a maior parte da temática sobre o assunto, bem como estará enriquecendo a sua justificativa do TCC sobre autismo.

Mas também vamos deixar aqui uma lista de boa conduta para escrevê-lo, porque é um assunto muito delicado, principalmente para as famílias que enfrentam esta condição médico no dia a dia:

O que fazer O que não fazer
  • Ter uma boa base teórica sobre o tema antes de começar a escrever o seu TCC
  • Não pesquisar a fundo e incluir pensamentos pessoais a respeito do tema, sem nenhuma fundamentação
  • Pesquisar diretamente em artigos científico de credibilidade
  • Pesquisar apenas textos soltos na internet
  • Se possível, conversar com famílias de autistas e autistas para ter uma percepção mais ampla sobre a situação
  • Não tentar ampliar a sua visão e sem parcial sobre o tem

Tópicos para seu trabalho sobre autismo

Como é fácil perceber depois de tudo o que leu, escrever uma monografia sobre autismo e inclusão é uma tarefa maior do que apenas conseguir uma boa nota e exige responsabilidade social.

Sua pesquisa pode ser realmente útil para as pessoas e mudar suas vidas para melhor. Autismo e Inclusão devem andar juntos. Se você não tem ideias sobre que tópico escolher, dê uma olhada na lista abaixo.

Lembre-se, escolha um tópico sobre o qual tenha bastante interesse para se dedicar a 100% e se manter motivado durante todo o processo de escrita do seu projeto de TCC sobre autismo:

  • A ligação entre gêmeos e autismo.
  • Vírus que aumentam a chance de uma criança nascer com esta doença.
  • A influência de toxinas e poluição ambiental em um número de pessoas autistas.
  • As anormalidades cerebrais que estão ligadas a este distúrbio.
  • As razões para os níveis elevados de serotonina em pacientes autistas.
  • A história desta desordem e sua definição.
  • Os melhores métodos para identificar este distúrbio em pacientes.
  • Relações entre pais e crianças autistas.
  • Tratamento de adultos com este distúrbio.
  • A influência dos autistas sobre suas famílias.
  • As razões que fazem com que as crianças nasçam com autismo.
  • Tratamento deste distúrbio no Brasil.
  • Diferentes níveis desta doença.
  • O lugar das pessoas autistas na sociedade.
  • Terapias criadas especificamente para pacientes autistas.
  • Dificuldades que são enfrentadas por pessoas autistas.
  • Locais onde pessoas autistas podem trabalhar e expandir seu potencial.
  • Métodos de tratamento de funcionários com autismo.
  • As melhores maneiras de educar as crianças com este transtorno.
  • O movimento de direitos de pessoas autistas.
  • Organizações de defesa para pessoas com este distúrbio.
  • Musicoterapia que auxilia pacientes autistas.
  • Tratamento de pacientes autistas com uma ajuda de fisioterapia.
  • O impacto da educação no desenvolvimento de pessoas autistas.
  • Questões morais relacionadas a abortos causados por risco de parto de crianças autistas.
  • As crianças autistas e o contato com animais em terapia.
  • Distúrbios do espectro autista e suas características

Esta é uma lista de ideias que você pode usar para escrever sua própria monografia. No entanto, um bom tópico não garante uma pontuação alta num TCC pronto. Também é importante fazer os preparativos adequados antes de começar a escrever o seu trabalho.

Faça sempre uma pesquisa completa antes de escolher seu tópico, mas também para encontrar dados confiáveis para apoiar os seus argumentos.

Este processo pode envolver não apenas a leitura de alguns livros relacionados com o assunto, mas também a realização de seus próprios testes e experiências. Só então você pode fazer um esboço para a sua dissertação e começar a escrever.

Quando seu rascunho estiver pronto, você deve revisá-lo várias vezes. Você pode até mesmo usar os serviços de editores profissionais que auxiliarão em qualquer etapa da sua monografia ou simplesmente revisar sua formatação ou eventuais erros.

Se você estiver tendo dificuldade para escrever a sua monografia pronta sobre autismo nós podemos te ajudar nessa tarefa, continue lendo esse artigo, mais abaixo vamos falar mais sobre isso.

Dicas para fazer o seu TCC sobre autismo: vídeo

Conclusão

A realidade do indivíduo autista é desafiador e precisa ser debatido, estudado e criado meios de inclusão. Finalmente o tema começou a ganhar notoriedade e consciência global na sociedade de hoje através das ações de celebridades, organizações e pais de crianças autistas.

Embora não haja cura, existem avanços significativos na identificação, desenvolvimento e implementação de novos tratamentos todos os dias. As crianças com esse tipo de transtornos podem hoje mais facilmente viver vidas cheias, felizes, e produtivas, interagindo com a sociedade em seus próprios termos.

Por esse motivo, caso este seja o tópico da sua monografia, você irá contribuir mais ainda para a sensibilização e avanços no conhecimento deste tipo de transtornos.

Precisa de ajuda para produzir o seu trabalho sobre transtorno de espectro autista?

Sabemos que não é nada simples levantar discussões e escrever um trabalho muito bom e bem fundamentado sobre um tema tão denso. É possível que você se encontre neste momento agora, sem saber que direção dar para o seu trabalho ou artigo de forma que seja útil para o avanço do conhecimento sobre a doença.

Nossos especialistas poderão te ajudar desde o processo de pesquisa, escrita de uma monografia, redação, artigos, correção e até adequar o seu TCC nas normas da ABNT. Na Studybay, você consegue ajuda que precisa para avançar com a sua pesquisa e alcançar a nota máxima.

Ou ainda, se preferir um TCC pronto sobre autismo, o nosso banco de dados possui uma infinidade de temas de TCC sobre autismo.

Por isso, não perca tempo, nem se estresse! Entre em contato conosco que um de nossos especialistas vão te ajudar a resolver o seu problema. Solicite o seu orçamento personalizado.

Precisa de ajuda urgente com seu projeto?
Qualidade garantida, correções gratuitas em até 20 dias, pague agora ou em parcelas até 12 meses

Perguntas frequentes

Porquê escolher o tema autismo para TCC?

Além de ser um assunto que está em voga ultimamente, é uma excelente oportunidade de fazer parte de um movimento de conscientização e inclusão sobre o tema.

Como fazer um TCC com o tema autismo?

Primeiro pesquise bastante e identifique uma área em que você pode identificar uma solução prática. Converse com pessoas que conhecem de perto o autismo para te dar uma base melhor na hora de escrever.

Como fazer uma introdução sobre autismo?

Sugerimos começar pelo cenário atual, como o autismo tem sido abordado nas áreas da educação, psicologia, pediatria, e afins, e depois explicar um pouco do contexto histórico desta condição médica.

Quais autores falam sobre o autismo?

Existem vários autores que falam sobre o tema. Para fins de pesquisa, sugerimos procurar as principais literaturas no site da Organização Mundial da Saúde (OMS) e alguns importantes estudos feitos e divulgados pela Universidade de São Paulo (USP).

Como fazer um artigo sobre autismo?

Escolha uma área específica sobre este tema para abordar, de acordo com a sua área de formação; comece a sua pesquisa e busque trazer luz a alguma área que possa ajudar as famílias e profissionais de forma prática.

Como o autismo é visto pela sociedade?

Apesar de ainda ser um tabu, hoje a conscientização sobre o autismo é muito maior. Os pais que enfrentam esta situação podem solicitar por apoios nas escolas e no tratamento dos filhos.

 

Checklist

Walquiria Cassiano

Autora do Studybay

Jornalista, com especialização em Jornalismo Econômico pela FGV. Trabalhei como repórter em alguns veículos de comunicação, mas me encontrei mesmo no mundo do marketing digital. Sou produtora de conteúdo para a internet, apaixonada por escrever, curiosa sobre (quase) todos os assuntos, sonhadora, imaginativa - ou criativa, chame como quiser.

Avaliações dos usuários:

4.6/5 (11 votos)