Escreva a sua resenha crítica do livro Responsabilidade Social Empresarial e Empresa Sustentável

Sumário rápido:

Durante o curso de Graduação ou Pós-Graduação na área de Administração de Empresas, o aluno pode ser recomendado a ler determinada obra e realizar uma resenha a partir de sua leitura. Dentro da disciplina de Responsabilidade Social ou Desenvolvimento Sustentável, um dos trabalhos que podem ser solicitados é a resenha crítica do livro de nome Responsabilidade Social Empresarial e Empresa Sustentável: da teoria à prática, dos autores José Carlos Barbieri e Jorge Emanuel Reis Cajazeira (São Paulo: Editora Saraiva, 2009. 230 páginas).

Para realizar um trabalho desses, o aluno pode ficar em dúvida sobre como iniciá-lo ou como realizá-lo. Ou ainda, por ponderar que não terá o tempo e a dedicação necessários para uma ler uma obra completa, o aluno pode decidir procurar um resumo já pronto para que ele possa compreender os principais tópicos de forma mais rápida.

Neste artigo, vamos apresentar a definição de resenhas críticas, falaremos sobre o livro mencionado e daremos algumas dicas para elaborar uma boa resenha. Além disso, mostraremos como podemos ajudar caso você precise de trabalho já pronto sobre essa obra.

O que são resenhas críticas?

Segundo a Wikipedia, “A resenha é uma abordagem que se propõe a construção de relações entre as propriedades de um objeto analisado, descrevendo-o e enumerando aspectos considerados relevantes sobre ele”. Em palavras mais simples, trata-se de um texto destinado a informar, descrever e opinar a respeito de uma determinada obra, seja ela um filme, um livro, uma peça de teatro ou apresentação de música. Por meio da escrita, o resenhista busca sintetizar os pontos mais relevantes e passar suas impressões sobre o trabalho de outro artista.

Normalmente, ao solicitar que um aluno resenhe uma determinada obra, o professor pretende avaliar o grau de compreensão que o leitor teve sobre os conceitos e teorias da obra. Além disso, o avaliador mensura também como o aluno se expressa de maneira textual sobre a referida leitura.

Esse trabalho deve evitar o superficialismo e também a transcrição completa de trechos extensos da obra. Dessa forma, a resenha vai além de um mero resumo ou descrição da obra, pois emite uma opinião crítica e idônea do autor, pautada em argumentos objetivos, convincentes e claros.

       A resenha informa, descreve e opina sobre alguma obra. O resenhista escreve uma síntese crítica sobre alguma obra. Quando um professor solicita resenhas aos  seus alunos, pretende avaliar o grau de compreensão que o leitor teve sobre os conceitos e teorias da obra.

Sobre o livro resenhado

O estudo dos autores José Carlos Barbieri e Jorge Emanuel Reis Cajazeira (São Paulo: Editora Saraiva, 2009. 230p), de título "Responsabilidade Social Empresarial e Empresa Sustentável", tornou-se uma obra de referência no Brasil sobre o tema de Responsabilidade Social e Desenvolvimento Sustentável.

Ao longo de seus sete capítulos, os autores despertam o interesse dos gestores que se preocupam com os problemas da sociedade e querem influenciar positivamente, por meio de suas empresas, em questões sociais, econômicas e relacionadas ao meio ambiente.

Os autores passam da teoria à prática esmiuçando como o papel das empresas, dentro de um contrato social, foi se alterando ao longo das décadas, deixando de ser o apartado das questões sociais (meras instituições de geração de lucro) até ser reconhecido por um protagonismo em assuntos relacionados à pobreza, à exploração ambiental ou à perpetuação de desigualdades raciais e sociais em seus locais de atuação.

Por meio de seus estudos, os autores consideraram importante usar o termo Responsabilidade Social Empresarial, que é mais abrangente que o termo Responsabilidade Social, por considerar também a Responsabilidade Social Corporativa (normalmente utilizada em sociedades anônimas de capital aberto).

Resumo do livro Responsabilidade Social Empresarial e Empresa Sustentável

A seguir, veremos um resumo por capítulo de "Responsabilidade Social Empresarial e Empresa Sustentável".

No capítulo I da obra de Barbieri e Cajazeira está a fundamentação teórica. Nestas páginas, os autores partem da "Teoria do Acionista", desenvolvida por Adam Smith na obra "A Riqueza das Nações", ao comentar que a empresa não deve apenas estar centrada nos interesses dos acionistas, mas também da coletividade. Em seguida, um artigo de Milton Friedman discorda desse ponto ao dizer que o propósito da empresa é gerar lucro e, assim, reinvestir na própria empresa para geração de novos lucros. Ao falarem sobre a Teoria do Contrato Social, os autores opinam que a Responsabilidade Social Empresarial acaba sendo um contrato entre a empresa e a sociedade, envolvendo empregados, acionistas, fornecedores e consumidores. Além de Smith e Friedman, o material cita também as teorias de outros autores como John Rawls, Hobbes, Locke e Rousseau.

No capítulo II, são apresentados alguns modelos de gestão relacionados à Responsabilidade Social Empresarial e os autores esclarecem que esse conceito e a sua aplicação seriam uma forma de atingir o Desenvolvimento Sustentável. Neste capítulo, há a exposição do Modelo de Carrol que trata a responsabilidade social em quatro pilares principais: econômica, social, ética e filantrópica.

Os capítulos III e IV entram no campo da Ética e da Conduta Moral. Para isso, usam das contribuições de autores como São Tomás de Aquino e Aristóteles ("Ética da Virtude"), chegando às teorias de autores mais recentes como Robert Solomon, Kant ("ética kantiana") e John Stuart Mill, e aos trabalhos dos utilitaristas contemporâneos (Amartya Sem, Peter Singer). Sobre a questão da ética da responsabilidade, a obra sugere que os cidadãos e as empresas devem se tornar parte da solução dos problemas que causam. No fim do capítulo, o tema da ética da globalização é introduzido, criando uma ligação com o tema da prática da sustentabilidade e meio ambiente.

Os capítulos V e VI são menos teóricos, indo para a prática da Responsabilidade Social como caminho para o desenvolvimento sustentável. São tratados temas como os princípios diretivos para a criação e implantação de estratégias empresariais a favor de temas sociais e ambientais, como os Direitos Humanos, as Metas do Milênio, Pacto Global e a Carta da Terra. No capítulo VI, são mostradas algumas ferramentas de gestão que podem ser alinhadas às estratégias das empresas. O capítulo VII se aprofunda na discussão a respeito da norma ISO 26000 e suas implicações para a empresa e para a sociedade.

Agora, com este resumo capítulo a capítulo, e mais as dicas que daremos nas próximas seções, fica bem fácil para você elaborar a sua resenha crítica de "Responsabilidade Social Empresarial e Empresa Sustentável". Você poderia fazer isso aproveitando cada capítulo e resumido e adicionar seu ponto de vista, de forma embasada, é claro.

Como a obra fala bastante sobre ética, você pode pensar em direcionar a sua escrita para uma resenha sobre ética e responsabilidade social. Que tal?

Dicas para se resenhar livros

Para se resenhar criticamente livros acadêmicos ou científicos, o aluno precisa dar atenção para alguns pontos, que poderão ser conferidos nos tópicos abaixo. De modo geral, você deve seguir o seguinte passo a passo para estruturar suas resenhas:

  1. Leia a obra a ser resenhada com atenção. Faça uma leitura atenta da obra assinalando as palavras-chave e os termos mais significativos para compreensão da teoria apresentada. Produza também anotações gerais como nome do autor/a, qual o tema da obra, que ponto de vista é defendido, em que época foi lançada, qual sua estrutura etc. Estas anotações irão ajudar você mais adiante a resumir com suas palavras o conteúdo. Nessa fase, você também já deve ir formando sua opinião sobre o que leu, e é importante fazer isso de forma consciente, perguntando-se se gostou daquilo, do que mais gostou e do que menos gostou, quais partes ficaram confusas ou não claras etc.
  2. Pesquise sobre o autor e suas obras, e como esta obra que você está resenhando relaciona-se com outras obras do autor e com outras obras em geral.
  3. Ao iniciar a escrita da resenha, não esqueça de identificar que obra é aquela. Nada pior para o leitor do que ler uma resenha sem saber do que se trata.
  4. Elabore a introdução da resenha. Nela, você pode já aplicar alguns recursos de resumo, explicando sobre o que trata a obra, suas ideias, seus objetivos, pelo que a obra é famosa e conhecida etc. Assim, você estará garantindo o contexto ao leitor.
  5. Lembra que recomendamos que você anotasse coisas como a estrutura da obra? Pois então, é o próximo passo da resenha, o desenvolvimento, que você vai utilizar isso. Você deverá falar sobre esta estrutura, de modo que o leitor tenha uma ideia sobre o livro mesmo sem ter lido, sabendo se ele está dividido em seções, em capítulos ou de alguma outra forma. Você pode também falar sobre o estilo narrativo do texto. Além disso, é no desenvolvimento que você fará a resenha propriamente dita, em que você irá resumir o conteúdo lido, mas de forma crítica, posicionando-se e criando relações. Aqui também você irá utilizar muito os pontos que anotou durante a leitura.
  6. Por fim, na conclusão, estará o fechamento de ideias que você desenvolveu. Se no desenvolvimento você já estava colocando seus pensamentos e reflexões, na conclusão eles podem ficar mais claros. Além disso, você pode também retomar mais diretamente o que pensa sobre a qualidade da obra, sua relevância, originalidade e novidade, se a linguagem é acessível ou não e a quem se destina, a princípio, seus pontos mais importantes e o que seria dispensável, comparação com outros textos do mesmo autor, dentre outros tópicos.

Além destas dicas de estrutura, considere as seguintes dicas gerais para produzir suas resenhas:

 Seja imparcial e impessoal, mas se posicione

 Não use a obra para emitir suas opiniões "emocionadas" sobre determinado tema. Porém, não esqueça de que trata-se de uma resenha de natureza crítica, e como tal, precisa de análise e argumentação, mas com embasamento.

 Seja conciso e objetivo

 Ao ler a obra, destaque aquilo que for imprescindível e inédito. Não é necessário reescrever partes do material, use suas próprias palavras para apreender a ideia principal da leitura.

 Garanta a coesão textual e a qualidade

 De forma a não ter um mero apanhado de ideias soltas, é importante que sua escrita seja coesa, ou seja, que contenha uma estrutura organizada de ideias, com uma introdução, alguns capítulos de desenvolvimento e um parágrafo conclusivo. Para isso, use conectores para garantir uma fluidez textual.

 Revise com atenção

 Não se esqueça de garantir a qualidade da sua escrita com relação à gramática, sintaxe e ortografia. Assim sendo, adote uma postura neutra e revise o seu trabalho com criticidade, corrigindo seus erros, escolhendo as palavras mais adequadas e fazendo com que as suas ideias estejam expostas da melhor maneira possível.

É relativamente comum que alguns estudantes confundam resenhas críticas com resumos. Por isso, preparamos um quadro comparativo com o que você deve fazer numa resenha, e o que não deve fazer, pois é próprio de resumos.

Resenhas críticas

Resumos

 Apresente opiniões fundamentadas sobre o texto.

Faz análise, critica, compara e emite opinião.

Exige pesquisa extras, além da leitura dos próprios livros ou artigos.

Resenhas geralmente contém resumos em sua estrutura, pois parte-se desta síntese para produzir a análise.

Necessita apresentar informações sobre o autor, e, às vezes, sobre o conjunto de sua obra.

Traz recomendações aos leitores.

X Limitam-se a sintetizar as ideias apresentadas na obra.

X Apenas descreve, mantendo a imparcialidade.

X Tudo de que você precisa está no próprio material, não sendo necessárias pesquisas adicionais para a redação do resumo.

X Resumos não contém resenhas, embora o contrário seja verdadeiro.

X Foca no conteúdo do texto.

Siga a estrutura recomendada para as resenhas críticas, e observe também as dicas gerais referentes a jeito de escrever, concisão e objetividade, coesão e qualidade do texto.

Nós podemos te ajudar!

Você precisa elaborar uma resenha sobre esse livro que tratamos neste artigo ou sobre alguma outra leitura relacionada ao tema sustentabilidade? Você por acaso está sem tempo para se dedicar a esse trabalho? Saiba que o nosso time pode te ajudar!

A Studybay conta com uma equipe de especialistas com experiência em estudos e trabalhos acadêmicos. Podemos fazer a sua pesquisa ou trabalho, independentemente do tema, prazo ou abordagem. Além disso, garantimos a originalidade de nossos trabalhos por meio do uso de ferramentas à prova de plágio.

Entre em nossa plataforma na internet, contate-nos! Envie um e-mail para o nosso time e poderemos esclarecer suas principais dúvidas!

Conclusão

Neste artigo, procuramos fornecer a você subsídios para que consiga escrever suas resenhas críticas, e, em especial, sobre a obra Responsabilidade social empresarial e empresa sustentável.

Começamos fornecendo definições sobre o que são resenhas críticas. Com isso, você pode perceber que análise crítica, argumentação e posicionamento são fundamentais neste tipo de texto. Mas não quaisquer argumentos: eles precisam ser embasados em teorias, em leituras dentro e fora do texto em questão, em visões de mundo.

A seguir, resumimos a obra e seus capítulos, um por um, fornecendo material para que você possa completar com partes de texto escritas por você, produzindo assim uma resenha com todos os elementos que ela deve ter.

Aliás, justamente para que sua resenha apresente tudo que precisa, demos diversas dicas de estruturação e de conteúdo, bem como de elaboração. Além disso, comparamos as resenhas críticas aos resumos, para que você evite confundi-los.

Hoje em dia, a palavra sustentabilidade já deixou de ser teoria. Obras como esta que resenhamos, dos autores José Carlos Barbieri e Jorge Emanuel Reis Cajazeira, nos permitem compreender que todos nós, dentro de uma sociedade, precisamos considerar nossos impactos e mensurar nossa influência na prática.

No entanto, quanto maior uma instituição, maior o poder das suas decisões para a mudança no mundo, tanto em aspectos relacionados à natureza quanto em direitos humanos. Se cada um fizer a sua parte, podemos escrever um novo capítulo na história mundial, de maior equilíbrio e perenidade entre as partes.

Esperamos ter ajudado você. Boa sorte com suas resenhas!

Fontes para aprofundar a pesquisa:

 Site

 https://educacao.uol.com.br/disciplinas/portugues/resenha-como-fazer-a-avaliacao-critica-de-uma-obra.htm

 Artigo científico sobre resenhas

 https://periodicos.utfpr.edu.br/rl/article/view/2384/1519

 Artigo

 https://www.selecoes.com.br/cultura-lazer/dicas-para-fazer-uma-resenha-critica/

Perguntas frequentes

O que é responsabilidade social e sustentabilidade nas empresas?

  • A responsabilidade social nas empresas inclui ações centradas nos interesses da coletividade, e não apenas dos acionistas, em direção à construção de uma sociedade mais justa para todos. É ligada à sustentabilidade ao estender suas preocupações e suas ações também ao modo como seu negócio se sustenta e sobrevive em um mundo no qual só há uma alternativa: respeito ao meio ambiente e aos recursos naturais.

Quando ocorre a responsabilidade social empresarial?

  • Quando elas se comprometem com a sociedade, por meio de ações como, por exemplo, criação de canais de comunicação com a comunidade, promoção de programas de voluntariado, inserção da empresa em eventos e projetos importantes para a comunidade, além de ações específicas benéficas a seu público interno.

Por que responsabilidade social corporativa nas empresas?

  • Porque os à responsabilidade social corporativa (RSC) diz respeito ao compromisso das empresas com ética e desenvolvimento econômico. Logo, como toda empresa deseja desenvolvido econômico, ao agir de acordo com a RSC, automaticamente praticará ações éticas que beneficiarão empregados, famílias e comunidade. Logo, mais desenvolvimento da empresa significará mais desenvolvimento ético e humano.

Checklist

⬜ Compreender a diferença entre resumos e resenhas críticas.

⬜ Ler o resumo da obra indicada.

⬜ Fazer anotações sobre suas impressões e sobre detalhes técnicos.

⬜ A partir do resumo, elabore sua resenha.

  • Mais de 7 000 estudantes confiam em nós para fazer seus trabalhos
  • 90% de nossos clientes colocam mais de 5 pedidos conosco
Preço especial
R$5
/página
FAZER UM PEDIDO

Últimas postagens

Leia tópicos mais informativos em nosso blog
Prioridade e perspectiva em "O olhar da sra. Thompson"
"A perspectiva da sra. Thompson" é definitivamente um relato das atividades do autor em Bloomington, Illinois, diretamente após os ataques de 11 de...
Definindo a suavidade de Gerald e sua ideologia em Um inspetor chama
Na diversão que um inspetor chama, a suavidade de Gerald Croft é incrivelmente significativa, quando ele é o simplesmente perpetrador de nunca fazer...
Mundo distópico e história de amor real extremamente triste
Em Gary Shteyngarts, o romance Super infeliz True Love Tale foi apresentado a uma cultura distópica que é estranhamente semelhante a cada um dos nossos...
Questionando nosso deus: Tigre de Bengala no zoológico de Bagdá
Os personagens de Rajiv Joseph no Tigre de Bengala no Tierpark de Bagdá vagam pela paisagem iraquiana devastada pela guerra, tentando encontrar respostas...
Como Bill Shakespear usa a marca do prêmio através de Brutus em A Tragédia de Júlio César
Argumento A tragédia de Júlio César Prêmio é o encobrimento que permite que os nobres justifiquem suas atividades. Na diversão, A Tragédia de Júlio...
No ar: análise de Sherpa e o impacto
Em Into Nothing, há uma seção que é provavelmente a mais claramente visível de todas. É, muito provavelmente, ainda mais claro que a variação entre o...
Thoreau, LeGuin e obrigações de significado
Escrito porque uma unidade da escravidão e a abordagem que influencia as pessoas que a empregam, "Os que também se afastam de Omelas", de Ursula Votre...
O artista de desastres
The Disaster Musician é um filme biográfico americano de comédia-drama de 2017 produzido e dirigido por James Franco. Escrito por Scott Neustadter e...
Um olhar sobre os benefícios de ocultar emoções terríveis através dos alimentos, enquanto retratados em A importância de ser sincero
Em Oscar Wilde, The Importance of Being Keen, a sátira é empregada para enfatizar a trivialidade e o absurdo de certas exposições na sociedade vitoriana....
Verifique o preço
do seu trabalho
Nós aceitamos:
GARANTIA DO
SEU DINHEIRO
DE VOLTA
QUALIDADE
Assine nossas atualizações
42 877 subscritores
Suporte
+55 11 4680-2890
Segue-nos
O suporte ao cliente está disponível nos dias úteis, das 6 às 21 horas; aos sábados e domingos 12.00 - 18.00.