Pesquisa explicativa: significado, metodologia e exemplos

Publicado em 26.01.2024 por Juliana N. Tempo de leitura: 9 minutos

Como o próprio nome já diz a pesquisa explicativa busca fornecer uma explicação para o objeto de estudo. Com a metodologia explicativa, o pesquisador busca estabelecer a causa dos fenômenos, trazendo relações entre a causa e a manifestação dos efeitos. Neste artigo vamos explanar um pouco mais sobre a pesquisa explicativa, trazendo conceitos e muitas outras informações sobre esse método de investigação. 

O que é uma pesquisa explicativa

O que é uma pesquisa explicativa

Foto: unsplash.com

Para entender o que é uma pesquisa explicativa basta saber que é um tipo de estudo que busca compreender fenômenos utilizando de experimentos, estudos de caso e análises de dados com o objetivo de formar teorias sobre relações de causa e efeito.

Ao conceituar a pesquisa explicativa podemos dizer que o principal intuito dela é explicar sobre as causas que levam os fenômenos a acontecerem. Diferente de outros tipos de pesquisa, a explicativa como o nome já sugere visa trazer uma explicação sobre como a causa leva ao efeito já conhecido.

Para tanto, a pesquisa utiliza o método experimental, além de outros. A pesquisa é construída utilizando fontes bibliográficas, estudos de casos já publicados, além de entrevistas e grupos focais. O objetivo primordial da pesquisa explicativa é explorar algum novo fator, apesar de depender da pesquisa descritiva e exploratória não deve ser confundida com estas.

Precisa de ajuda urgente com seu projeto?
Qualidade garantida, correções gratuitas em até 20 dias, pague agora ou em parcelas até 12 meses

Tipos de pesquisa explicativa

Para entendermos um pouco mais sobre a pesquisa explicativa, e como ela busca compreender o porquê das coisas, precisamos entender os tipos dessa pesquisa explicativa, trouxemos alguns tipos:

  • Pesquisas bibliográficas: uma das maneiras de realizar a pesquisa explicativa é observar textos e produções de investigação já realizadas por outro pesquisador, com o intuito de coletar informações;
  • Grupos focais: uma reunião de pessoas que conhecem do assunto a ser estudado, para que possam ajudar o pesquisador a juntar dados, fatores, hipóteses e ideias sobre o fato;
  • Entrevistas em profundidade: consiste em entrevistar pessoas com vasto conhecimento sobre o objeto de estudo da pesquisa explicativa, de acordo com o caso podem ser profissionais, autores ou demais pessoas que conheçam o tema com profundidade;
  • Estudo de caso: para conduzir a pesquisa, o pesquisador irá fazer uma análise de estudos de caso já realizados, colhendo os dados necessários para os resultados que pretende chegar.

Como fazer a pesquisa explicativa

Como fazer a pesquisa explicativa

Foto: unsplash.com

Para fazer a pesquisa explicativa, o estudante precisará completar alguns passos simples, que ao final o ajudarão a realizar o estudo. Assim, separamos alguns passos para você realizar para confeccionar sua pesquisa.

  1. Confeccionar pesquisa descritiva e exploratória: como dissemos a pesquisa explicativa necessita desses dois passos para ser realizada. Assim, conheça a fundo os fenômenos que busca identificar a causa, realize uma busca profunda para entender melhor sobre os efeitos, só conhecendo bem o efeito é que você poderá compreender a causa.
  2. Conheça as variáveis: somente ao conhecer as variáveis você conseguirá estabelecer as relações entre elas, e compreender as nuances que podem surgir em sua pesquisa.
  3. Reúna os dados: para conhecer a fundo um problema e identificar qual a causa dele você deve obter o máximo de informações possíveis sobre o objeto estudado, na pesquisa explicativa é possível que o pesquisador utilize textos, artigos, livros e demais fontes para pesquisar respeitando os métodos exigidos pelo modelo de pesquisas;
  4. Realize testes: no decorrer de seu estudo, você encontrará algumas hipóteses para responder o problema em mãos. No entanto, antes de afirmar que a hipótese encontrada é a verdadeira, o estudante deverá promover o teste das hipóteses e se comprovada terá encontrado a resposta para seu problema.

Com esses passos simples você pode confeccionar a sua pesquisa explicativa. Entretanto, é comum surgirem dúvidas no decorrer da confecção de um trabalho acadêmico, assim, mais abaixo explicaremos um pouco melhor sobre como podemos auxiliá-lo no processo.

O que fazer e o que não fazer na pesquisa explicativa

As pesquisas explicativas buscam entender as relações de causa e efeito e identificar os fatores que influenciam um determinado fenômeno. Alguns exemplos de metodologia comumente utilizadas nesse tipo de pesquisa são estudos experimentais, estudos de caso, análise estatística de dados e modelagem matemática. Essas abordagens permitem uma análise mais profunda e sistemática das variáveis envolvidas, proporcionando uma compreensão mais completa dos fenômenos estudados.

Não existe uma fórmula pronta ou um modelo padrão para a pesquisa explicativa. No entanto, evite esses erros.

O que fazer O que não fazer
  • Reúna o máximo de informações e dados para realizar a pesquisa. Para uma boa pesquisa você precisa de um conhecimento profundo sobre o objeto de estudo.
  • Não busque levantar dados informativos. Desconhecendo sobre o seu objeto de estudo e consequentemente sobre os fatores que o levam a ocorrer.
  • Tese as hipóteses que trouxer.
  • Não testar as hipóteses.
  • Sempre identifique as variáveis.
  • Não identificar as variáveis.
  • Monte gráficos e demonstrativos com os dados coletados. Dessa forma, tornará mais simples a explicação sobre a resposta encontrada, relacionando e explicando a causa de determinado fenômeno.
  • Não montar nenhum gráfico, não selecionar os dados, dificultando a explicação sobre como a causa determina o efeito do objeto estudado.

Exemplos de pesquisa explicativa

Para ajudar você a compreender ainda mais sobre como a pesquisa explicativa é realizada, trouxemos alguns exemplos, para que possa verificar na prática como é confeccionada:

Vídeo sobre pesquisa explicativa

Nesse vídeo é possível saber um pouco mais sobre as características da pesquisa explicativa, conceitos e as formas com as quais os resultados são alcançados. Ademais, saiba a diferença entre as pesquisas exploratórias, descritivas e a explicativas, além de trazer alguns exemplos e os métodos utilizados para recolher os dados necessários para o estudo.

Podemos ajudar

Bem, agora que você já entendeu um pouco melhor a pesquisa explicativa, saiba que é comum surgirem algumas dúvidas no decorrer da confecção do projeto de pesquisa e demais trabalhos acadêmicos. Apesar de não ser um tema complexo, as variáveis envolvendo a pesquisa pode fazer com que algumas dúvidas surjam.

Exemplos de pesquisa explicativa

Foto: unsplash.com

Dessa maneira, você pode contar com a ajuda dos profissionais da StudyBay, podemos ajudar na investigação e confecção de pesquisas explicativas, em ciências sociais, ciências naturais, ciências humanas e demais estudos. Entre em contato e solicite um orçamento.

Calculadora de Preço
Nós temos os melhores preços, veja por si mesmo!
0 páginas/0 palavras
Nosso Preço

Perguntas frequentes

O que é uma pesquisa de natureza explicativa?

Como o próprio nome já leva a intuir, a pesquisa explicativa visa explicar as causas que levam os fenômenos a acontecerem. Para tanto, ela registra e faz a análise dos fenômenos a serem estudados. Não deve ser confundida com a pesquisa descritiva, a qual descreve os fenômenos como eles ocorrem, sendo outro tipo de método científico. Podemos dizer que as pesquisas explicativas, visam descrever o porquê das coisas, analisando os objetivos do estudo cuidadosamente para encontrar a causa do fenômeno.

Quais são as características da pesquisa explicativa?

No texto explicativo, o pesquisador busca entender o efeito de um problema, compreendendo as razões, ou seja, as causas que levam determinado fenômeno a acontecer. Para isso, a coleta de dados é realizada, buscando conteúdo de processo que já foi realizado, como artigos, textos e outros documentos. Com esse conhecimento científico das pesquisas explicativas, os pesquisadores pode distinguir as causas e com isso antecipar as mudanças dos fenômenos. Não deve ser confundida com a pesquisa exploratória, qual visa somente saber um pouco mais sobre determinado tema. A chave da característica da pesquisa explicativa é descobrir a causa que leva a determinado fenômeno.

Como saber se uma pesquisa é explicativa?

Para saber se uma pesquisa é explicativa, basta observar se ela possui metodologia explicativa em sua composição, ou seja, se ela visa encontrar a causa de determinado fenômeno, utilizando procedimentos para descobrir e posteriormente revelar a razão das coisas. É importante ressaltar que para ocorrer a pesquisa explicativa, ela depende da exploratória, descritiva, além de outros documentos de investigação de conhecimento científico já publicados. Isso porque, ela utiliza dados secundários em seu trabalho de descoberta da razão das coisas.

Qual é o objetivo da pesquisa explicativa?

O objetivo primordial da pesquisa é explicar as razões das coisas, a causa que leva ao efeito fenômeno, explorando algo novo para chegar ao final do assunto. Ela pode ser utilizada para elaborar projetos de pesquisa, na pesquisa científica, com pesquisa de opinião, TCC, artigos e muito mais.

O que é pesquisa descritiva e explicativa?

Há vários tipos de pesquisa, como a pesquisa exploratória, descritiva e explicativa, a pesquisa analítica e muitas outras. A principal diferença entre a pesquisa descritiva e explicativa reside na finalidade da utilização de cada uma, enquanto o tipo explicativo busca conhecer a causa dos fenômenos, a descritiva busca conhecer profundamente o tema estudado. Dessa forma, os métodos de estudo utilizado pelos pesquisadores em cada uma delas é diferente, para que possa ser alcançado os resultados esperados.

Checklist

Juliana N

Autora do Studybay

Meu nome é Juliana, sou Bacharel em Filosofia pela IFCH e pós-graduada em Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp. Tenho experiência grande com artigos, trabalhos acadêmicos, resumos e redações com garantia antiplágio.