Matemática financeira: conceito e fórmulas básicas

Publicado em 26.01.2024 por Juliana N. Tempo de leitura: 7 minutos

Você já parou para pensar porque se diz que o dinheiro perdeu seu valor? E que, por exemplo, uma nota de 100 (cem) reais hoje vale menos do que valia a 5 anos atrás? Esses conceitos são estudados pela matemática financeira. É um ramo da matemática que estuda o comportamento do valor que o dinheiro tem ao longo do tempo. Considerando que o dinheiro faz parte da vida de todos os indivíduos, compreender o conceito de matemática financeira é imprescindível. Entretanto, sabe-se que no Brasil as pessoas têm mais dificuldade em áreas que envolvem a matemática, logo, a matemática financeira também sofre essa interferência. Diversos trabalhos de matemática estão disponíveis para facilitar a compreensão sobre o tema, mas, ainda assim, esse assunto é alvo de pouco interesse por parte dos indivíduos. Por isso, vamos trabalhar com esse assunto neste guia, trazendo algumas orientações básicas para você.

Matemática financeira: por que é necessário entendê-la?

Matemática financeira

Foto: unsplash.com

E por que é tão importante compreender esse assunto? Um dos pontos principais está na facilidade que as pessoas terão para, a partir desse conhecimento, ter maior ciência dos seus gastos, investimentos, lucros. Assim, as empresas também fazem uso dessa área de estudo.

Conceitos como juros, montante, capital, desconto, lucro, acréscimo, compra à vista e a prazo, estão ligados a matemática financeira, que vai analisar o comportamento do valor que uma quantia possui no decorrer do tempo. Por isso, entender a matéria está longe de ser uma tarefa somente para os estudantes, já que afeta diretamente indivíduos e empresas.

Além disso, um fator preocupante no Brasil é o endividamento da pessoa. Isso ocorre porque muitos não têm conhecimento sobre como gerir suas operações financeiras, muitas vezes são atraídos a comprar por causa das ofertas de desconto. Esse fator evidencia a importância da educação financeira, para que as pessoas aprendam a gerir sua grana com mais consciência e evite prejuízos.

Neste texto, discutiremos mais sobre o que é a matemática financeira, seu uso no dia a dia de indivíduos e empresa. Também serão apresentados conceitos básicos de matemática e exemplo para facilitar a sua compreensão.

Precisa de ajuda urgente com seu projeto?
Qualidade garantida, correções gratuitas em até 20 dias, pague agora ou em parcelas até 12 meses

Para que serve a matemática financeira?

Para que serve a matemática financeira

Foto: unsplash.com

Realizar um empréstimo bancário, fazer financiamentos, decidir como usar um capital, negociar um débito, compra ou venda de um produto, solicitar um desconto, realizar transação comercial, utilizar ou não cartão de crédito, dividir em prestações, são tomadas de decisão que estão presentes no cotidiano dos indivíduos e servem de exemplo para entender o uso dessa matéria.

Empresas também precisam saber quando investir, qual está sendo o lucro e perceber caso a empresa esteja tendo prejuízos. Para auxiliar o uso dos capitais com inteligência, ter esse conhecimento é o principal mecanismo, uma vez que mostrará dados quantitativos que apresentarão o valor em real de um dado que precisa ser analisado.

Conceitos gerais da matemática financeira

Diversos são os conceitos utilizados para facilitar a explicação do assunto, dentre eles, por exemplo, temos:

  • Capital - é um dado valor;
  • Juros - é o valor gerado a partir do uso do capital inicial;
  • Montante - resultado final da soma de capital e juros;
  • Taxa de juros - é a porcentagem adquirida através do uso do capital;
  • Porcentagem - termo que utiliza o símbolo %. Representa uma parte de cada 100;
  • Desconto - a diferença entre o valor inicial e o seu valor futuro.
  • Acréscimo - valor acrescido;

Cálculos e fórmulas básicas da matemática financeira

Agora que já que sabemos os conceitos básicos da matemática financeira, nos resta aprender alguns cálculos utilizados, seja para saber as taxas de juros, capital inicial, taxa de desconto, montante c, valor de acréscimo, lucro.

Muitas vezes encontramos letras soltas como: m c; m c j; c 1 i t; c; quando o assunto é discutido. Para compreender as fórmulas é preciso tomar conhecimento que essas letrinhas possuem significado. M é montante; C capital; taxa de juros i; t de tempo. Nas fórmulas, as siglas m c; j m; j c; m c j; c 1 i t e c, precisam estar posicionadas corretamente para que os cálculos não apresentem resultado errado.

Além disso, é importante também saber diferenciar taxa de juros composto de taxa de juros simples, assim como analisar o que é um desconto e quando uma compra possui realmente desconto ou apenas usa o nome para induzir a compra.

Taxas de acréscimo ao valor da compra também precisam ser observados, para decidir se a compra fica com melhor condição a prazo ou a vista. Os resultados são adquiridos a partir de fórmula que estão apresentadas na tabela:

Cálculo Situação de Uso
M = C ⋅ (1 + i)^t Cálculo de Juros Composto Juros Composto
J = C ⋅ i ⋅ t Cálculo Juros Simples
M = C ⋅ (1 + i ⋅ n) Montante de Juros Simples
Mn = C ⋅ (1+i) ⋅ n Montante de Juros Composto

Exemplos de exercícios

Abaixo apresentamos algumas questões de matemática financeira fórmulas para fixação do assunto da melhor forma:

Questão 1

Carol tinha que pagar o valor de 160 referente a mão de obra, antes de atrasar. Ela acabou esquecendo por 2 meses. Considerando que a taxa da multa é de 1%, com taxa de juros de 3% ao mês, o valor pago após o acréscimo da porcentagem de multa foi:

Resolve-se com base no cálculo de juros simples para chegar ao produto final: j c i t

Primeiro deve-se calcular o valores da multa com base na unidade de medida, da seguinte maneira:

160 (valor) ⋅ 0,01 (1% de multa)

160 ⋅ 0,01 = 1,60

J = C ⋅ i ⋅ t

J = 160 ⋅ 0,03 ⋅ 2

J = 4,8 ⋅ 2

J = 9,6

9,60 + 1,60 (multa) = 11,20

Questão 2

Fernando realizou uma aplicação em uma instituição financeira no valor de 2.000,00 reais durante um ano. Após acréscimo de juros compostos com taxa de 2% ao mês, qual o valor final?

Resolve com base na operação de montante: m c 1 i

Utiliza-se a fórmula para chegar ao produto final: M = C . (1 + i)t

M = ?

C = 2.000

i = 2% > 0,02 (aplica-se a porcentagem 2/100)

t = 12 meses

M = 2.000 ⋅ (1 + 0,02)¹²

M = 2.000 ⋅ 1,02¹²

M = 2.000 ⋅ 1,268242

M = 2.536,48

Video explicando o assunto

Ainda que pareça difícil compreender essas operações, trata-se de um assunto fácil, com aplicabilidade no dia a dia. Separamos um vídeo que vai ajudar na sua compreensão sobre o assunto e melhor fixação.

Contato com profissional

Conceitos básicos da matemática comercial e financeira podem ser complexos para algumas pessoas. Todavia, você sabia que pode contar com o auxílio de um profissional experiente no assunto? Até mesmo, com professores de matemática? Isso mesmo, ao entrar em contato, você poderá ter suas dúvidas auxiliadas por um profissional qualificado e experiente no assunto de financiamento, empréstimos e muito mais.

Precisa de ajuda urgente com seu projeto?
Qualidade garantida, correções gratuitas em até 20 dias, pague agora ou em parcelas até 12 meses

Perguntas frequentes

O que se estuda em matemática financeira?

É um ramo do conhecimento matemático que estuda o comportamento do dinheiro no curso do tempo para se chegar a uma equivalência financeira.

Como calcular a taxa de juros?

Para calcular a taxa de juros simples basta utilizar a fórmula: j c i t. Já para juros composto utiliza-se m c 1 i. Por exemplo: J = C ⋅ i ⋅ t.

Qual objetivo de estudar matemática financeira?

Aprender a gerir melhor e ter maior controle sobre as finanças é um dos principais objetos do estudo da área.

Qual a importância da matemática financeira no dia a dia?

Um dos objetivos básicos da matemática financeira é auxiliar nas escolhas dos indivíduos, através dos cálculos, para que as aplicações em dinheiro sejam feitas de maneira consciente.

Onde se utiliza a matemática financeira?

Utiliza-se essa ferramenta principalmente para entender o comportamento do dinheiro para tomada de decisão de aplicações financeiras da melhor forma.

Checklist

Juliana N

Autora do Studybay

Meu nome é Juliana, sou Bacharel em Filosofia pela IFCH e pós-graduada em Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp. Tenho experiência grande com artigos, trabalhos acadêmicos, resumos e redações com garantia antiplágio.