O que é brainstorming: técnicas e ferramentas para tempestade de ideias criativas

Publicado em 09.12.2021 por Angela Oliveira. Tempo de leitura: 21 minutos

Precisa fazer um brainstorming, mas não sabe para onde ir? Fique tranquilo, pois criamos este guia completo, com passo a passo, sugestões de programas para brainstorming online e muito mais! 

Você vai encontrar aqui:

O que é brainstorming e como surgiu

Brainstorming, também chamada carinhosamente de toró ou tempestade de ideias no Brasil, é uma técnica relativamente recente. Ela tem como objetivo coletar a maior quantidade de ideias possível, para assim misturá-las e gerar algo inovador e adequado à situação.

O termo foi criado - pasme - em 1953, pelo publicitário Alex Osborn, na intenção de encontrar o máximo de ideias de comunicação, chegando assim a uma perfeita. Hoje ele serve a diversas áreas do conhecimento.

👨‍🎓

Você precisa de ajuda com brainstorming?

Entre em contato e conte com nossa equipe de especialistas!

Verifique o preço

Para que serve o brainstorming

Para que serve o brainstorming

Em uma reunião informal pode-se ter ideias, mas a solução ideal só no brainstorming. Fonte: Pixabay

Apesar de seu criador focar na ajuda para área de comunicação de marcas, o brainstorming é aplicado hoje em diversas causas. Desde a solução de um problema que parece indissolúvel, estabelecimento de parâmetros, criação de código de ética ou até mesmo rebranding, ele é imprescindível.

Isso acontece por causa da sua característica agregadora, onde com a aplicação correta, é ótima para resolver problemas e fomentar novas ideias. Claro que não se pode deixar a aplicação parar na reunião de brainstorming, deve-se partir para o plano de ação.

Onde e quando o brainstorming pode ser usado

Essa técnica pode ser utilizada no trabalho, em escolas, faculdades e até mesmo nas famílias. O importante é ter um grupo motivado e que saiba respeitar as regras da tempestade de ideias.

O ideal é que o brainstorming seja realizado sempre que precisar iniciar um projeto, campanha ou novo produto. Também é perfeito para a solução de problemas, aprofundamento em causas diversas, para trabalhar a cultura organizacional e muitas outras situações onde a criatividade e trabalho em equipe sejam necessários.

Quais são as vantagens de aplicar essa técnica

Já se animou para testar em suas escolhas ou ainda precisa entender melhor seu porquê? Claro que, antes de começar qualquer coisa nova - seja ela uma prática ou até mesmo um hábito - você precisa compreender a fundo. Ainda mais se envolver outras pessoas no percurso.

Então, listamos aqui de que forma essa prática pode te ajudar, dando um olhar mais claro sobre o assunto e mostrando mais na prática, como pode impactar o grupo e seus resultados.

Lembrando que as técnicas de brainstorming trazem diversos benefícios, não apenas para o projeto, mas para todo o time. Entenda melhor com nossa tabela de vantagens:

Evolução dos colaboradores Participar de uma reunião de brainstorming é uma motivação extra para aqueles novos colaboradores (ou os mais tímidos) começarem a se envolver mais.

Consequentemente, isso leva a uma evolução mais rápida.

Rapidez na solução de problemas Fazer um brainstorming pode trazer mais rapidamente a solução de problemas, até mesmo aqueles aparentemente complicados.

Isso acontece por causa da união de diferentes pontos de vista, resultando em algo completamente novo.

Agilidade na inovação Inovar requer pensar além, compreender outras nuances ainda não exploradas.

O brainstorming é perfeito nos processos de inovação, seja em produto ou conceito.

Melhora o relacionamento da equipe Se uma reunião de brainstorming tiver seu grupo bem direcionado, então é sucesso na certa.

E muito além do objetivo, as próprias relações dentro do time passam a se consolidar, criando laços e saberes.

Estimula a inovação Se sempre que você apresenta uma ideia, mesmo que pareça boba, ela é acolhida na reunião, há grandes chances de se sentir à vontade para fazê-lo novamente, mesmo fora dos brainstormings.

Isso ajuda a desenvolver a inovação na instituição e na vida.

Melhora o clima na instituição Ao criar um ambiente colaborativo, onde todas as ideias são bem-vindas e a comunicação livre, fica mais fácil deixar o clima institucional elevado.

São vantagens claras e, para você ter uma ideia, nem sempre reconhecidas. Isso porque muitas empresas não estão a par do que é de fato o brainstorming, seus tipos e aplicações.

Principais tipos de brainstorming

Principais tipos de brainstorming

O brainstorm individual é um dos tipos menos conhecidos, porém também eficaz. Fonte: Unsplash

Se você acha que brainstorm é tudo igual, então vai adorar essa parte do artigo. Isso porque, não apenas difere de lugar para lugar, a depender da liderança, estilo e muitos outros detalhes, mas também de forma estrutural.

Em geral, os principais tipos de brainstorming podem ser divididos em duas categorias, quanto a quantidade de envolvidos (individual ou em grupo) e quanto ao canal utilizado (online ou presencial). Com métodos de trabalho diferentes, todos funcionam e apresentam soluções pertinentes.

Nós vamos passar para você uma ideia clara e geral sobre cada tipo, para que você conheça melhor cada um deles.

Brainstorming individual

O conceito de brainstorming está relacionado a uma chuva de ideias, através de um modelo ou método capaz de fazer com que uma situação fique mais clara. É perfeito para colocar várias mentes cocriando, porém nem sempre se tem uma equipe para compartilhar esse momento.

Por isso, entre os tipos de brainstorming mais comuns está o individual, sendo realizado muitas vezes sem aplicar técnica alguma, o que é um erro. É importante saber como fazer e se preparar, seja individualmente ou em grupo.

Como fazer o brainstorming individual

Apesar de bem comum, o ideal é se preparar, mesmo que sozinho. Para isso, reserve as ferramentas que achar mais adequadas (post its, aplicativo, flip chart, quadro ou até um caderno) e comece a lançar as ideias, soluções para algum problema, passos necessários para atingir algo, etc.

Se preferir, salve o resultado na nuvem ou mande por e-mail, a fim de não perder essas ideias. Por ser individual, as chances de conflito são mínimas, apenas os internos, então siga algumas regras, para não travar no brainstorming:

  • Nada de julgamento e autocrítica. Se a ideia parece boba, escreva assim mesmo;
  • Reserve um horário tranquilo, desligue a internet, desconecte-se do meio, para poder reconectar-se com você;
  • Deixe lanches, gravador de voz, água, café, chá e tudo o que for precisar para esse momento;
  • Acerte o timer de no máximo uma hora e dê pausas, caso precise continuar;
  • Finalize o brainstorming com um plano de ação.

Brainstorming em grupo

A outra possibilidade é da junção de pessoas diversas para chegar a um denominador comum. Por exemplo, chamar o pessoal da comunicação, financeiro, RH, produção, atendimento e outros, para discutir um ponto delicado que atinge a todos eles. Assim, dá para ter um olhar de cada perspectiva, deixando o conteúdo mais rico.

Por outro lado, quando se precisa aplicar a técnica em grupo, já fica bem mais delicado. Afinal, estamos falando de várias pessoas, com diversas condições e necessidades. Claro que isso vai acabar se refletindo na participação ou não de cada um. Então ficam algumas coisas que podem ajudar:

  • Escolha pessoas de diferentes áreas e perspectivas para participar da reunião, pois é a partir da diversidade que nasce o novo;
  • Modere com sabedoria e deixe que as coisas fluam;
  • Sabe aqueles que gostam de aparecer mais do que todos? Não permita o estrelismo, ele é prejudicial;
  • Também tem aquela mente brilhante, cheia de ideias incríveis, que não consegue se expressar muito bem. Não deixe que ninguém fique escondido, evitando falar - incentive a participação.

Parece simples, não é? Com a técnica correta é sim, além de divertido. Vamos mostrar o passo a passo para o brainstorm em grupo dar certo logo em breve.

Brainstorming online

Brainstorming online

Cada vez mais as empresas estão optando pelo brainstorm online, com ferramentas colaborativas. Fonte: Unsplash

Brainstorming online ganhou fôlego com o aumento das oportunidades em home office, bem como para empresas com escritórios em locais distantes. É também uma forma extremamente válida de alocar recursos diversos para todos e buscar perspectivas diferentes sobre o ponto discutido.

Ferramentas

Para reunir o grupo online, pode-se usar algumas ferramentas importantes. Primeiro de tudo, deve-se fazer a tradicional reunião virtual, através de aplicativos como o Meets ou Zoom. Quando todo o grupo já tiver quebrado o gelo, é hora de partir para o brainstorming de fato.

Como não tem como compartilhar materiais como post its, canetas, quadro e afins, utiliza-se um recurso extra, o quadro virtual. Existem apps específicos para esse fim, como o Padlet e o Miro.

É fundamental que todos saibam mexer nesses aplicativos para participar, então envie um tutorial com no mínimo uma semana de antecedência, antes da reunião.

Como fazer

Nele, o grupo pode evidenciar em destaque qual é o problema a ser resolvido ou soluções buscadas para o empreendimento. A partir de então, qualquer pessoa dentro do processo pode colocar post its virtuais com ideias, pensamentos, assim como acontece no brainstorming individual, porém todos simultaneamente.

Cabe ao moderador ir organizando o quadro e estimulando os participantes a complementar a dinâmica com suas ideias, para que todas as pessoas contribuam no processo. Os resultados podem ser organizados nesse mesmo quadro, durante a sessão, deixando os participantes a par do pensamento da equipe e do conteúdo criado durante o brainstorm.

Vídeo com dicas de ferramentas para brainstorming individual ou online

Uma das melhores ferramentas para brainstorming, online ou presencial, é o Miro. Veja um breve tutorial para entender melhor como funciona:

Outra ferramenta super útil e fácil de usar é o Padlet. Ele também atua de forma colaborativa e prática, assista ao tutorial:

Brainstorming tradicional ou presencial

Quando se ouve falar em brainstorming, certamente lhe vem à mente uma sala, várias pessoas falando, um quadro com ideias, palavras, desenhos, post its… movimento e explosão de ideias. Certo? Nem tanto.

Apesar de poder ser assim em algumas instituições mais dinâmicas e horizontais, essa não é a realidade na maior parte delas. Então, o que se vê é um moderador sofrendo para segurar os oradores de plantão - que amam centralizar a atenção - e fazer com que os mais tímidos participem também.

Claro que pode funcionar em organizações tradicionais, e no final, podem sim sair ideias incríveis e soluções únicas, porém em geral, exige um esforço maior do que deveria.

Causas desse comportamento no presencial

Essa dificuldade de alguns em se expressarem, mesmo que tenham uma mente brilhante, além do estrelismo de alguns, acontece por alguns motivos:

  1. Falta de conhecimento do passo a passo do processo de brainstorming
  2. Seleção equivocada dos participantes do grupo
  3. Cultura organizacional fechada, que não privilegia a comunicação
  4. Críticas a ideias anteriores e desestímulo da criatividade
  5. Liderança castradora ou favorecimento

Por isso a reunião de brainstorming precisa ser muito bem pensada e estruturada, para ser aplicada corretamente. Veja quais são os principais pontos com os quais você deve se preocupar, antes mesmo de chamar os participantes para a reunião.

Princípios e regras para a aplicação correta

Fazer brainstorming da forma correta, com plena participação e resultados concretos, depende de alguns fatores. As regras do brainstorming são fundamentais para que isso aconteça. Afinal, reunir um grupo sem a devida preparação e organização é um bom exemplo de brainstorming que não vai funcionar.

Veja o que é recomendado com boas práticas para uma reunião criativa que funcione, trazendo ideias e soluções através de uma técnica bem fundamentada.

Buscar volume de ideias

Primeiro de tudo, não é qualidade que se espera a princípio. A reunião de brainstorming tem como foco a quantidade de ideias, pois é através delas que os problemas serão resolvidos e novas soluções encontradas. As pessoas devem simplesmente escrever, falar, desenhar - colocar seus pensamentos em um processo com boa dinâmica e liberdade.

Novamente, o foco é na participação dos participantes, como uma equipe, criando um conteúdo com a participação de todos. São esperadas palavras que reflitam a informação voltada aos diferentes grupos, com perspectivas e causas únicas. Quanto mais diverso e numeroso for o brainstorming, melhor.

Não há certo ou errado

Para funcionar, ideias são lançadas aleatoriamente, inclusive as que pareçam não fazer parte do processo de brainstorming. Todo mundo deve estar ciente de que não há uma ideia errada e outra certa, todas ideias são bem-vindas e pertencem à técnica da reunião de brainstorming.

Almejando evitar casos de isolamento ou vergonha na reunião focada na técnica do brainstorming, não aponte dedos ou diga que uma ideia é inadequada. Agradeça as ideias lançadas, mantendo o flow o máximo de tempo possível.

Isso vai motivar os presentes a apresentarem novos olhares em grande quantidade. Dessa forma, uma delas - ou a união de várias - acaba levando a um desfecho inesperado, o que faz dessa técnica uma excelente escolha.

Pode pensar dentro ou fora da caixa

Pode pensar dentro ou fora da caixa

O moderador deve saber conduzir o brainstorming mantendo a intensidade. Fonte: Freepik

Há um mito onde o considerado normal, é errado e não vai ajudar no crescimento da instituição. Isso é uma tremenda bobagem, pois as vezes, a saída está exatamente em uma ideia clássica, que ninguém tinha associado aos problemas em questão.

Então não importa se as ideias estão “dentro ou fora da caixa”, pois nesse caso é a quantidade que importa. E o mais importante, as vezes é exatamente aquela ideia que parece boba ou ultrapassada, que dá base para um processo de transformação intenso.

É proibido criticar

A regra número 1 do brainstorming de sucesso é respeitar a ideia do outro. Não se deve criticar, “brincar”, fazer piadinhas ou desmerecer quaisquer ideias durante a aplicação da técnica. Aliás, essa é uma postura que deve ser valorizada sempre, estimulando a criatividade e inovação no grupo.

A crítica não resolve o problema, mas pode criar outros. Ela afasta as pessoas, envenena o processo, bloqueia os pensamentos e atrapalha a dinâmica. Como resultados, participantes calados, pensamento limitado, sessão perdida e equipe afastada. Fique longe dessa prática, as ideias devem ser recebidas pelos grupos com abertura e respeito.

Todos devem ser estimulados

É bem comum ter pessoas tímidas na reunião do brainstorming, cheias de ideias incríveis, mas com dificuldade de se expressar. Busque diversas formas de fazer com que elas fiquem à vontade para participar.

Por exemplo, a ideia pode ser enviada virtualmente - não por e-mail ou outro meio mais lento, mas até mesmo em aplicativos de compartilhamento de quadros ou mensagem.

Chamar as pessoas mais tímidas pelo nome é um empurrãozinho, ajudando a dar mais um passo na participação. Solicitar suas ideias, seguindo a técnica correta melhora a dinâmica do processo e os resultados dos participantes.

Sair com um plano de ação

Ao terminar um brainstorming, é esperado que já se tenha traçado ao menos um plano de ação, com as ideias dadas. Isso é importante, não apenas para dar um sentido de fechamento à técnica, mas também para os que ali estão presentes consigam visualizar seu papel e como poderão ajudar na mudança.

Modelo de plano de ação para brainstorming

Ao final do brainstorming, foque na elaboração do plano de ação com as seguintes informações:

Modelo de plano de ação para brainstorming

Se seguir com o passo a passo adequado, preparar tudo antecipadamente, ouvir as ideias de forma proativa e finalizar com um plano, o brainstorming foi um sucesso.

Mas sabia que tudo começa muito antes? Antes mesmo de enviar o convite para o brainstorming, há algumas coisas a fazer. Veja quais são.

Como fazer os preparativos antes da reunião

Como fazer os preparativos antes da reunião

Todo o trabalho feito antes do encontro irá fazer a diferença entre a precisão e uma resposta inadequada. Fonte: Pixabay

Chamar todo mundo para uma reunião com foco no problema ou desafio, sem antes se preparar para ela, é perder uma grande oportunidade de ter as melhores ideias. Afinal, sem a devida preparação, pode ser que o processo não seja tão bem executado quanto deveria, apresentando resultados medianos. Antes do brainstorming, faça alguns preparativos.

Avaliação das necessidades e aprofundamento no problema

Primeiro de tudo, entenda de fato o problema. Converse com pessoas de diversos setores, faça um fluxograma com o processo envolvido, destaque quais são os resultados esperados e obtidos e o que mais for necessário.

Se for um brainstorming para novo produto ou ideia, então procure conversar com outras pessoas sobre ela, quais são os possíveis resultados, leia todo conteúdo relacionado a ela e já rabisque algumas ideias, só para você. Isso vai te ajudar a buscar mais material e entender a fundo todas as nuances, na hora de abrir o brainstorming.

Preparação do material

Feita a pesquisa e aprofundamento, prepare um material com as principais informações coletadas. Se fez ou se baseou em algum estudo de mercado, apresente esses dados também. Quanto mais ideias você colocar na mesa, maiores são as chances de que as pessoas criem conexões interessantes, ficando a um passo da ideia perfeita.

Reserve a sala, com café, água e outras amenidades. Disponibilize post its, canetas, papeis diversos e meios digitais. Se for online, lembre-se de providenciar o treinamento primeiro, para que todos estejam confortáveis com as ferramentas.

Seleção do pessoal e carta convite

Para que o brainstorming funcione, você precisa de diversidade. Escolha pessoas de diferentes áreas, com diferentes backgrounds (profissionais e de vida) e de toda a empresa para participarem do processo. Elas devem ser informadas da forma de trabalho, qual será a prática adotada, mas não do objetivo, que deve ser passado na sessão.

Com a equipe formada, basta enviar uma carta convite para os participantes do brainstorming, explicando que será um momento descontraído para troca de ideias. Se for para a resolução de um problema, evite comentar na carta para não gerar especulação, mas tudo bem se for para um novo produto ou solução.

Realização

Chegado o grande dia, prepare-se para a chuva de ideias! Um brainstorming dá trabalho, mas vale a pena, pois apresenta resultados que não seriam possíveis com apenas um cérebro trabalhando. Mantenha a energia elevada, faça com que tudo flua corretamente e dê a palavra a todos os participantes.

Veja o passo a passo de como fazer isso e tornar o seu brainstorm um sucesso.

Tutorial de como fazer brainstorming passo a passo

Tutorial de como fazer brainstorming passo a passo

Seguir um tutorial é importante, mas sempre adapte à sua realidade. Fonte: Unsplash

É importante ter um passo a passo para fazer seu brainstorming ser um sucesso. Nós criamos para você um modelo, que pode e deve ser adaptado para sua própria chuva de ideias. Afinal, cada caso é único e a personalização leva a melhores resultados. Seja para resolver um problema ou contar com as pessoas para novas ideias, esse é o roteiro ideal.

Lembre-se de que tudo o que consta nessa estrutura é genérica e pode não se encaixar exatamente ao propósito da sua empresa ou brainstorming e tudo bem! Leia, extraia as ideias mais interessantes para seu caso e molde de forma a funcionar melhor para sua necessidade.

Explique o problema ou objetivo

Com todas as pessoas convidadas presentes, explique detalhadamente o problema ou qual é a solução/inovação buscada. Os participantes da sessão recebem o documento criado, mostrando para a equipe todas as informações relevantes encontradas na pesquisa feita por você.

Apresente de forma prática, mas não direcione para nenhuma solução ou exemplo, deixando que todos tenham a oportunidade de compreender de forma isenta. Essa é inclusive, uma das principais técnicas que quem aplica o método em projetos usa, pois dá mais liberdade para a discussão.

Determinem as causas

Depois de apresentar o problema, é hora de buscar as causas. Se for uma discussão acerca de uma ideia, então os participantes devem definir em equipe, quais são os fatores motivadores e aproveitar a matriz swot do marketing para determinar pontos importantes:

Oportunidades O que o meio externo apresenta como oportunidade para uma determinada inovação ou solução de problema
Ameaças O que a equipe considera como ameaças ao sucesso do projeto ou solução, provenientes do meio externo à empresa, do qual não se tem controle
Pontos fortes Quais são os pontos fortes da equipe ou empresa que podem ajudar na solução do problema ou na inovação
Pontos fracos Observar de forma prática quais são os pontos fracos da empresa ou equipe, que dá brecha para o problema ou podem prejudicar a inovação

A matriz SWOT

A matriz SWOT é essencial para avaliar corretamente os elementos que se relacionam à situação em questão. Fonte: Rock Content

Tendo essas informações por escrito, é hora de discutir e começar a colocar as coisas em ordem.

Hierarquize em ordem de impacto ou importância

Em cada um dos pontos observados, é importante hierarquizar em ordem de impacto sobre a empresa ou no problema, bem como sua importância para que se consiga colocar em prática um plano de mudança.

A equipe deve estabelecer os pontos essenciais entre todos e dar maior enfoque a eles, de modo a explorar em profundidade a matriz swot da empresa, facilitando assim a compreensão e lançamento de sugestões.

Abra o espaço para a fala

Tudo claro, problema ou proposta na mesa, situação detalhada, é hora de começar a tempestade. Escolha as palavras-chave da vez e abra o espaço para a fala. Todos devem participar, dar algum exemplo ou compartilhar experiências, falar sobre publicidade, algum artigo, causas possíveis, método de solução e seus exemplos.

A atividade de compartilhamento e debates dos conteúdos e práticas apresentadas deve ser feita sem críticas, tendo em mente que é o novo, o diferente que pode sera solução procurada.

Ordene as ideias do brainstorming

Fazer brainstorming para um problema ou proposta é pegar um conjunto de ideias nascidas na reunião de equipe e ordenar. Dar ordem ao caos faz com que se consiga vislumbrar ligações entre o que antes parecia desconexo. Por isso é fundamental que todos participem, gerando o compartilhamento de saberes.

Vencidas essas etapas, se faz a leitura de todas as ideias, conteúdos e práticas sugeridas. Isso é importante para dar espaço para novas sugestões, caso tenham se passado. Depois de fazer brainstorming por algum tempo, isso fica mais fácil do que parece.

Una, reveja, reconstrua

Una, reveja, reconstrua

Tão importante quanto ter ideias é conseguir dar sentido a elas. Fonte: Pixabay

Brainstorm de ideias pronto no quadro, é hora de unir o que é semelhante, rever conceitos repetidos, liberar todos aqueles que estão repetidos, colocar o que é exemplo de um lado, sugestões de outro e assim por diante.

Coloque o problema ou proposta ao centro, por exemplo, e comece a interligar as ideias a ela, fazendo com que todos possam estar presentes. Para isso, é bom utilizar um mapa mental, facilitando a leitura da tempestade de ideias.

Cheguem a uma ideia comum

Um bom exemplo de brainstorming de sucesso é aquele que termina com uma ideia em comum. Para conseguir pegar esse conjunto de ideias da reunião de equipe e criar um projeto pronto, repleto de boas ideias, precisa fazer uma dinâmica intensa nessa etapa. A reunião criativa tem esse propósito, criar um modelo que funcione.

Então, procurem selecionar, eliminar, filtrar e modelar a explosão de ideias, tendo um pequeno núcleo para trabalhar. É nesse momento que as regras do brainstorming como respeito e tranquilidade mais são necessárias, bem como o jogo de cintura do mediador. Chegado a uma solução ou proposta comum, é hora de dar o próximo passo.

Preparem o próximo passo

Pronto, ânimos acalmados, todos felizes por conseguirem encontrar um denominador comum, é hora de preparar o plano e dar seguimento ao que foi discutido. Claro que dessa vez, na prática, vendo o que será feito, porque, como, por quem e até quando.

Sessão de brainstorm

Resumindo, esses são os 8 passos para um brainstorming de sucesso:

  1. Explique o problema ou objetivo para todos, com apoio dos materiais criados na preparação
  2. Determinem as causas do problema ou oportunidades relacionadas
  3. Hierarquize em ordem de impacto ou importância
  4. Abra o espaço para a fala de todas as pessoas participantes do brainstorming
  5. Ordene as ideias do brainstorming
  6. Una, reveja, reconstrua as ideias dadas
  7. Cheguem a uma ideia comum entre aquelas dadas no brainstorming
  8. Preparem o próximo passo com um plano de ação

Agora que você já sabe como é o processo, é fundamental pensar sobre o que fazer e o que evitar durante o processo de criação. A seguir, selecionamos as dicas mais importantes para quem quer ter resultados de qualidade.

O que fazer e o que não fazer no brainstorming

Regras são fundamentais para funcionar e é preciso deixar bem claro o que pode e o que não pode fazer durante o brainstorming.

O que fazer O que não fazer
  • Moderar com tranquilidade e dar o exemplo
  • Permitir conflitos entre os membros
  • Permitir e incentivar a participação de todos
  • Centralizar a participação em poucas pessoas
  • Deixar que o processo criativo seja rápido e fluido
  • Ao invés de ideias rápidas, pequenas palestras
  • Permitir a livre manifestação de ideias
  • Condenar ou criticar as ideias dos outros
  • Seguir o fluxo de ideias, mesmo que isso saia um pouco do seu roteiro
  • Parar o brainstorming para mudar de tópico
  • Permitir que todos participem abertamente, sem interrupções
  • Interromper o fluxo criativo

Nós podemos te ajudar

Equipe de profissionais prontos para te ajudar

A Studybay tem uma equipe de profissionais prontos para te ajudar no que for necessário. Fonte: Pixabay

Conseguiu entender bem o que é o brainstorming? Se ainda precisar de ajuda, pode contar com nossa equipe de escritores especialistas em diversas áreas. Eles podem te ajudar com alguma solução ou ideias, preparação do processo e farão tudo o que for necessário para que você tenha mais sucesso em sua iniciativa. Entre em contato pelo formulário agora mesmo!

Obtenha ajuda em qualquer tipo de projeto

A partir de R$10 / página

Perguntas frequentes

O que é brainstorming para que serve?

Ele é uma poderosa ferramenta para encontrar soluções adequadas para situações que precisem de inovação. Entre os usos estão a solução de uma questão relacionada à perdas ou oportunidades de ganhos.

 

O que seria um brainstorming?

O toró de ideias é uma técnica que mostra passo a passo como transformar ideias em soluções, através da união de um grupo diversificado, para obter diferentes insights e perspectivas de uma determinada situação.

 

Como fazer um bom brainstorming?

É preciso seguir algumas regras importantes e o passo a passo do brainstorming, para conseguir colher os resultados esperados sem desgastar o clima da empresa ou do grupo que está participando.

 

O que é brainstorm ou tempestade de ideias?

Ambas as expressões são a mesma coisa, a união de várias mentes em prol da melhor ideia. Você também pode ouvir os termos toró de ideias, chuva ou similares, todos com o mesmo significado.

 

Checklist para um bom brainstorming

 
 
 
 
Angela Oliveira

Autora do Studybay

Redatora SEO, editora, proofreader e Copywriter sênior, amo explorar novos mundos, compartilhar ideias e saberes, através das palavras. Sou administradora habilitada e apaixonada por marketing, sempre em busca de novos desafios. Vamos crescer juntes? Fique à vontade para se conectar!