A importância do brincar na educação infantil

Tipo de documento:Revisão Textual

Área de estudo:Gestão ambiental

Documento 1

Paulo Freire) SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO. REVISÃO DE LITERATURA. O brincar. Educação Infantil. Early childhood education is a fundamental step in the formation of children and the role of play has repercussions in all areas of knowledge. Playing arouses the imagination and helps in solving the most diverse situations, preparing the child to face and overcome obstacles. Playing is fundamental for the formation of the character and personality of the child, since through this the child incorporates moral and cultural values. The act of playing is the child's first contact with the world and responsible to develop it for the future. Keywords: play, childhood education, pedagogy. As leis e declarações acima citadas reforçam a importância do brincar, evidenciando a atenção que a primeira infância demanda.

Segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação nº 9. a educação infantil é a primeira etapa da Educação Básica. O objetivo desta etapa é garantir a evolução da criança até 6 anos de idade, “em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, complementando a ação da família e da comunidade” (BRASIL, art. Durante a educação infantil, a brincadeira e o jogo, desempenham papel que ultrapassa a recreação, pura e simples, sendo verdadeiros protagonistas do aprendizado. Quando a criança brinca, ela organiza seus pensamentos. O brinquedo ajuda na assimilação das regras de convivência e de comportamento. Lev Vygotsky (2000) traz à tona uma questão relevante sobre o papel do brinquedo no desenvolvimento humano. Segundo o autor é através da brincadeira que o processo de imaginação é impulsionado.

A criança aprende a inventar cenários a partir de sua realidade. Nesta fase a criança percebe seu corpo e explora os objetos através dos sentidos. Neste período, o educador pode trabalhar os jogos de manipulação, elaborados com o intuito de facilitar a exploração de objetos através dos sentidos. Oferecer revistas para criança manusear, folhear, rasgar e amassar o papel, é um exemplo de atividade que contribui para o desenvolvimento motor. Entre os 2 e os 7 anos de idade, a simbologia tem papel de destaque nas brincadeiras. Neste período a criança é capaz de substituir os objetos por símbolos e mediante o faz de conta, concebe os papéis sociais que integram sua cultura, como pai, mãe, professor e outros. a educação infantil é a primeira etapa da Educação Básica e tem como objetivo assegurar a evolução da criança até 6 anos de idade, “em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, complementando a ação da família e da comunidade” (BRASIL, art.

A educação infantil é dever do Estado e é oferecida em creches para crianças de até 3 anos e pré-escolas para crianças de 4 a 5 anos, mediante práticas pedagógicas planejadas, sistematizadas e avaliadas em um projeto pedagógico pensando coletivamente junto à comunidade escolar e desenvolvida por educadores habilitados. A crescente demanda pela educação infantil levou o Ministério da Educação pôr em prática ações que aumentaram a qualidade no atendimento às crianças de zero a seis anos de idade, em creches e pré-escolas. Segundo a Lei 9. art. A escola de educação infantil pode enriquecer o brincar, criando espaços e materiais adequados para as crianças. Uma sala de aula que conta apenas com mesas e cadeiras é um espaço que limita o faz de conta, é preciso estruturas com mobiliário e brinquedos adequados e, sobretudo, que os educadores entendam a importância da brincadeira e façam mediações para que um brincar de qualidade ocorra.

A área do faz de conta não pode ser fixa, conforme as brincadeiras forem evoluindo é necessário incluir outros elementos, pois a criança precisa de diversidade de situações para avançar no seu faz de conta. Sem materiais a brincadeira perde qualidade. Em brincadeiras partilhadas por vários personagens, onde há uma divisão de funções para que todos atuem juntos, as crianças precisam se organizar entre si e ter um guia para esta brincadeira, neste momento o professor deve participar da brincadeira para melhorar a qualidade do brincar. Por meio do brincar se aprende o raciocínio matemático, o raciocínio de uso da linguagem e domínio espacial, ou seja, a brincadeira é importante para todas as áreas do conhecimento. O brincar permite que a criança descubra o outro, a si mesma e o universo que a cerca.

A criança que brinca se torna um adulto confiante, maduro e capaz de enfrentar a realidade. Portanto, brincadeiras e jogos devem ser intencionalmente elaborados na educação infantil, o lúdico deve ser utilizado para contribuir na evolução e aprendizagem da criança. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  "A importância das atividades lúdicas na educação infantil" em Só Pedagogia. A importância de brincar para a Educação. Disponível em: <http://www. cartaeducacao. com. br/artigo/a- importancia-de-brincar-para-educacao/>. Secretaria de Educação Básica. Brasília, 2006. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil/ Secretaria de Educação Básica. ed. São Paulo: Summus, 1954.  GONÇALVES, Kaoê; SILVA, Tiago. Manual de Lazer e Recreação.

O Mundo Lúdico ao Alcance de Todos. br/docman /dezembro-2010-pdf/7155-2-3brinquedos-brincadeiras-tizuko-morchida/file>. Acesso em: 22 ago.  KISHIMOTO, Tizuko Morchida (Org. Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. ª edição.  PIAGET, J. A Formação do Símbolo na Criança. Rio de Janeiro: Zahar, 1971.  RAU, M. C. p.  VIGOTSKI, L. S. Imaginação e criação na infância: ensaio psicológico: livro para professores. Trad.

1279 R$ para obter acesso e baixar trabalho pronto

Apenas no StudyBank

Modelo original

Para download