Compreensão técnica para resenhas, ensaios e resumos

Publicado em 25.05.2020 por Juliana N. Tempo de leitura: 4 minutos

Cada curso tem seu método de avaliação para aferir o conhecimento do aluno que está se formando (seja na graduação, pós, mestrado etc.). Estas instituições geralmente pedem aos alunos que escrevam artigos ou até mesmo ensaios durante o curso para:

  • Aprender sobre o tópico;
  • Mostrar sua compreensão;
  • Esclarecer seu próprio pensamento;
  • Obter uma nota que leve a uma qualificação.

Para facilitar a compreensão, os estágios da escrita compreendem:

  • Pensar na pergunta de pesquisa que deverá ser respondida durante a confecção textual;
  • A coleta de informações e ideias dos mais diversos meios e autores;
  • Organizar as suas ideias quanto ao que é importante;
  • Colocar essas ideias no papel (sugiro utilizar o manuscrito);
  • Escrever um primeiro rascunho;
  • Realizar uma revisão à luz do feedback / reflexão sobre cada ideia descrita.
  • Produção do rascunho final.

Mas, primeiramente, o que você está sendo solicitado a fazer?

Todas as questões de atribuição podem ser divididas nos seguintes componentes: os verbos instrucionais. Essas palavras mostram a abordagem a ser adotada. É importante interpretar essas palavras corretamente, esclarecendo o contexto da discussão que você precisará construir. (ex.: Analisar, Descrever, Formular, Hipotetizar, Realizar, Experienciar, Adicionar, Contribuir, Generalizar, Rebater, Refutar, Agrupar, Converter, Grafar, Receber, Cooperar, Reconhecer, Identificar, ilustrar, Redigir, aplicar, Criticar, Apresentar, Interpretar, Argumentar, Deduzir, Relatar, Definir etc.).

O aspecto específico do tópico - ajuda você a restringir seu tópico.

Restrições impostas ao tópico - limitará sua discussão.

Os verbos instrucionais em sua pergunta definida determinarão o tipo de escrita que você está prestes a escrever/ empreender ou discutir

  • Investigue ou examine
  • por argumento;
  • Analise as evidências e forneça e avalie razões a favor e contrárias (viés);
  • Decida sobre a importância do tópico e o que será utilizado do fundamento;
  • Faça uma avaliação da relevância científica: ou seja, você pode fazer seus próprios julgamentos, mas deve apoiá-los com argumentos e justificativas;

Uma ótima maneira de começar a planejar seus tópicos é com objetivos SMART. Ao criar um plano SMART, pergunte-se se seu tema/tópico é:

Específico: é claramente identificável ou é vago?

Mensurável: Quais são seus critérios de sucesso? Se seus objetivos não são mensuráveis, como você saberá quando você os alcançou?

Orientado para a ação: Quais são seus objetivos e como alcançá-los? Realista: O tópico é viável devido ao tempo e aos recursos que você possui?

Tempo limite: Você definiu um prazo? Você pode dizer o que precisa ser feito, por quem e a que horas?

Juliana N Escritora de Studybay ❤️

Meu nome é Juliana, sou Bacharel em Filosofia pela IFCH e pós-graduada em Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp. Tenho experiência grande com artigos, trabalhos acadêmicos, resumos e redações com garantia antiplágio.